Qual a importância da rede social no setor imobiliário? Entenda!

A Internet está cada vez mais presente nas relações de consumo. Sendo assim, empresas de diferentes segmentos precisam adotar estratégias para se relacionar com o público nos meios digitais. Não é diferente no setor imobiliário.

Ter presença online ajuda a mostrar seus diferenciais e atrair mais clientes. Nesse cenário, quem atua no setor de imóveis precisa aproveitar todo o potencial do ambiente online para se destacar —especialmente o alcance das redes sociais.

Você busca compreender melhor a importância de explorar os espaços digitais? Acompanhe nosso post, entenda como o setor das imobiliárias podem ter ganhos com o uso das redes sociais e conheça estratégias de marketing para o seu negócio!

 

Como o ambiente digital modificou o comportamento dos consumidores?

Cada vez mais as pessoas utilizam o smartphone ou o computador para pesquisar por produtos e serviços de setores variados. Com alguns cliques, os consumidores têm acesso a diferentes empresas e podem tomar a melhor decisão de compra.

Com isso, tornaram-se mais exigentes, escolhendo serviços de empresas que apresentem um site com boa navegação, design agradável e funcionalidades importantes. Assim, a página digital de um negócio se tornou seu cartão de visita.

No caso do setor imobiliário, o ambiente digital proporcionou uma série de facilidades. Por exemplo, permitindo que os interessados em alugar ou comprar um imóvel pudessem fazer uma pesquisa apurada sem sair de casa.

A tecnologia permitiu colocar imagens em alta resolução dos imóveis disponíveis. Possibilitou, ainda, o uso de filtros inteligentes — como bairro de preferência, tipo de imóvel, número de cômodos, entre outros detalhes.

Além de fatores que podem atrair mais clientes para a sua imobiliária, as soluções digitais otimizam diversas outras atividades desse setor. Um exemplo é a possibilidade de assinar contratos online, por meio da certificação digital.

Assim, são processos que trazem mais comodidade para o seu público e destaca a sua imobiliária nesse mercado — no qual a concorrência é alta.

 

Qual a importância de ter uma presença online no setor imobiliário?

Por conta desses fatores, é essencial que o gestor de imobiliária invista em sua presença digital. Ter um site completo é essencial para fortalecer sua marca e mostrar seus serviços. Com isso, o público pode conhecer não apenas os imóveis disponíveis.

Ele também entra em contato com outros possíveis diferenciais da sua empresa. Afinal, como você viu, os consumidores estão mais exigentes e — quando se trata de negociação envolvendo imóveis — eles precisam ter certeza de que a imobiliária é de qualidade.

É possível transmitir essa primeira impressão do seu negócio com o investimento em seu site e com uma presença ativa nas redes sociais. É o caso do Instagram, Facebook, LinkedIn, YouTube e outras — depende de onde se público se encontra.

 

Como as imobiliárias podem usar as redes sociais?

As pessoas, de diferentes perfis, estão nas redes sociais e passam muito tempo navegando nesse ambiente. Mais do que apenas uma plataforma de interação para conferir novidades, vídeos e fotos dos amigos, elas também se tornaram um canal importante para os negócios.

Sendo assim, é imprescindível que a sua imobiliária crie um perfil profissional nas principais redes. Você pode utilizá-las para:

  • mostrar seus serviços e diferenciais no mercado;
  • divulgar e fortalecer sua marca;
  • anunciar imóveis;
  • divulgar conteúdos;
  • interagir com os usuários.

 

Importância da interação nas redes

Usar as redes sociais é uma ação de marketing em que é preciso olhar os usuários como possíveis clientes. Então não basta criar um perfil somente: é preciso alimentar a página de acordo com uma estratégia específica.

Nesse sentido, a interação é essencial. Logo, sempre responda a qualquer tipo de comentário e questionamento (mesmo os negativos). Com isso, você passa a conhecer melhor o seu público e pode desenvolver materiais para as redes que sejam de interesse dessas pessoas.

Assim, fica mais fácil aumentar seu número de seguidores e potenciais clientes. Além disso, as redes oferecem diferentes ferramentas. É possível fazer uso de lives, por exemplo, para anunciar o lançamento de um empreendimento ou a realização de parcerias.

Vale a pena divulgar seus diferenciais nas redes para atrair atenção. Ter, por exemplo, uma empresa que garante a antecipação de aluguéis como parceiro é uma facilidade importante para ser mostrada e converter novos proprietários para sua imobiliária.

Muitas estratégias podem ser usadas para aumentar o alcance orgânico nas redes, sem pagar por divulgação. Por exemplo, conseguindo que usuários compartilhem um imóvel para venda ou locação do seu perfil na rede social — aumentando ainda mais o alcance.

Para isso, sua rede social deve ser dinâmica, com postagens constantes de textos, imagens e vídeos, e que tenha foco na interação com o público. E, claro, você também poderá prospectar mais clientes utilizando os anúncios pagos nas redes sociais.

 

Quais outras estratégias devem ser adotadas para aproveitar o potencial dos meios digitais?

Além do potencial das redes sociais, o setor imobiliário pode aproveitar outras estratégias para se destacar da concorrência nos meios digitais. Uma delas é a produção de conteúdo.

E por que essa tática é importante? Como você viu, as pessoas buscam os produtos e serviços pela Internet. Utilizam, dessa forma, motores de busca, como o Google. Então é importante saber como fazer sua empresa aparecer para um possível cliente.

No marketing de conteúdo a ideia é produzir materiais, nas redes e no seu site com temas que sejam de interesse da sua audiência. Com uma produção constante e que utilize as palavras-chaves mais buscadas pelo seu público, você consegue as primeiras posições no Google.

Mas atenção: é necessário produzir conteúdo de qualidade, utilizando as estratégias corretas para obter os primeiros lugares. Com isso, você leva seu potencial cliente para seu perfil e demonstra que tem autoridade em sua área.

O mais interessante é que os materiais produzidos para o seu blog podem alimentar suas páginas nas redes sociais e ainda seu e-mail marketing. Com isso, é viável tornar mais completa suas ações de marketing no meio digital.

Agora você já sabe como a Internet modificou o comportamento dos consumidores e de que forma o setor imobiliário pode tornar sua marca mais forte no ambiente online. As redes sociais têm um bom alcance e não podem ficar de fora das estratégias de marketing da sua imobiliária.

Quer ter um diferencial forte e ganhar destaque no setor imobiliário? Conheça a Bold Finance e descubra como a nossa parceria pode aumentar a captação de clientes o faturamento do seu negócio!

Sua imobiliária está preparada para o futuro?

A economia é bastante dinâmica e os diferentes segmentos de mercado precisam se adaptar rapidamente às mudanças. Com o setor de compra, venda e aluguel de imóveis não é diferente. Nesse sentido, sua imobiliária está pronta para o futuro?

A transformação digital já chegou para esse tipo de negócio e, junto às mudanças provocadas pela COVID-19, fez o setor imobiliário repensar diversos fatores. Entre eles, a forma de atendimento, a infraestrutura de imóveis e incorporações e a busca por diferenciais no mercado.

Quer descobrir como será a imobiliária do futuro e quais adequações são necessárias para não perder clientes? Confira as informações deste post!

 

Presença online

Apesar de a implementação de sites para anúncio de imóveis já ser um fator consolidado nas imobiliárias, é preciso entender que não basta apenas ter uma página digital. A imobiliária do futuro precisa investir em um canal completo.

Isso porque os clientes buscam pelos imóveis na Internet. Assim, o site precisa ser amigável e ter uma boa navegação. Além disso, deve se adequar não apenas para as telas de computadores, mas especialmente para os smartphones.

A ideia é oferecer uma experiência e usabilidade de qualidade para que o seu cliente permaneça na sua página e entre em contato com a empresa. Além disso, é fundamental ter todas as informações e fotos de alta resolução.

Afinal, para que haja um interesse em visitar o imóvel é essencial que ele seja atrativo à primeira vista. E isso ocorre no site da imobiliária. Logo, amplie sua divulgação e forma de se relacionar com o cliente aproveitando o potencial das redes sociais e de aplicativos próprios.

 

Processos digitais

Como você pode notar, a imobiliária do futuro precisa investir em seus canais online. Mas quando se fala em tecnologia para esse setor, é possível ir além. É preciso pensar que os clientes estão exigentes e tudo o que puder ser feito de forma remota pode contar pontos para o seu negócio.

Nesse contexto, adotar as visitas virtuais aos imóveis é uma estratégia para aprimorar ainda mais a experiência do seu cliente. Além de considerar que as pessoas estão familiarizadas com o ambiente online,  essa é uma medida que ganhou força com a pandemia do novo coronavírus.

Desse modo, caso a pessoa se interesse pelo imóvel, é possível partir para a próxima etapa que é a visita presencial. Caso não seja o que ela procura, é uma forma de ganhar tempo, visto que a rotina dos clientes e da empresa pode ser otimizada.

Por último, os processos online devem ser incorporados também na parte da documentação, depois que o negócio estiver fechado. Implementar, por exemplo, o contrato digital com assinatura eletrônica será um diferencial para sua imobiliária.

 

Foco no cliente

Preparar sua imobiliária para o futuro, como foi mostrado nos tópicos anteriores, é otimizar os processos digitais com foco no cliente. Com a Internet e a facilidade para encontrar imóveis de diferentes imobiliárias, ele tem mais opções para escolher — assim, se torna mais seletivo.

Nesse ponto, sua empresa deve estar pronta para atender com qualidade. Então, é necessário treinar a equipe para que possa se relacionar bem com o público. Disponibilize, ainda, diferentes formas de contato online para que ele possa conversar e tirar todas as dúvidas.

Afinal, o processo de compra ou aluguel de imóveis pode ser demorado. As pessoas analisam todos os detalhes e precisam de um atendente disponível para que possam tomar uma decisão acertada. E a qualidade no atendimento deve ser uma constante, mesmo depois que o cliente fecha negócio.

 

Flexibilização de contratos

Quando se trata das transformações da imobiliária que mira o futuro, uma questão importante é nas modificações das condições de negócio. A COVID-19 evidenciou ainda mais a insegurança de pessoas que têm receio de se manter por um longo período em um aluguel para não pagar multas.

Assim, oferecer uma flexibilização nos contratos de aluguel pode ser útil para que sua imobiliária aumente a base de clientes. Negociações com períodos menores, por exemplo, podem ser um chamariz para que o cliente feche o negócio.

Além da pandemia, há ainda a questão de que as novas gerações nem sempre têm a visão de se manter a vida toda em uma mesma casa ou no mesmo emprego. Elas buscam qualidade de vida e satisfação pessoal e, desse modo, estão prontas para mudar com mais frequência.

 

Adaptações em imóveis e condomínios

Além das mudanças para atender às exigências dos clientes, o setor imobiliário precisa se transformar em relação à infraestrutura de imóveis e condomínios. Os novos tempos mostraram a necessidade da inclusão de:

  • home office, devido à disseminação do trabalho remoto com a pandemia;
  • espaço para o recebimento de delivery;
  • área voltada para quem tem pets;
  • espaços verdes e adequados para lazer e prática de exercício físico.

Por isso, vale a pena se atentar a essas questões e buscar oferecer aquilo que seu público-alvo procura.

 

Parcerias para adiantamento de aluguéis

Por fim, é preciso oferecer um diferencial para o proprietário que escolhe sua imobiliária para alugar o imóvel — como a antecipação de recebíveis. E seu negócio, por outro lado, pode se destacar realizando parceria com empresas de adiantamento de aluguéis.

Com ele, o proprietário vende à empresa os direitos de recebimento de aluguéis. Em contrapartida, recebe um adiantamento de até 12 meses de locação, com deságio. Logo, é uma maneira de o seu cliente ter dinheiro na mão de modo rápido e seguro.

Ao oferecer a antecipação, você promove a chance de se obter recursos de maneira ágil e com vantagens. O dinheiro é depositado de uma vez, sem burocracia e o cliente não fica preocupado com a inadimplência, pois transfere o risco de inadimplência à empresa.

Assim, você garante maior liberdade para que o seu cliente utilize os seus recursos, que recebidos de uma só vez. E sua imobiliária se destaca no mercado e se prepara para um futuro promissor ao oferecer essa condição especial aos proprietários de imóveis.

Agora você já sabe quais adequações é preciso fazer na sua empresa para preparar a sua imobiliária para o futuro. Na busca por se destacar no mercado, considere oferecer atrativos ao cliente — como o adiantamento de aluguéis!

Neste artigo, falamos da importância de oferecer um atendimento de qualidade. Veja aqui como motivar sua equipe de locação para fechar mais negócios!

O que a pandemia ensinou às imobiliárias? Confira 6 lições!

Você já se perguntou como a pandemia de COVID-19 afetou as imobiliárias? As mudanças de hábitos dos cidadãos e as diversas regras sanitárias impostas trouxeram impactos importantes para todos os setores.

Assim, foi preciso adaptar os negócios para acompanhar as exigências e não perder espaço no mercado. Dessa maneira, as empresas tiveram que se reinventar e, no processo, acabaram aprendendo lições importantes.

Conheça a seguir os desafios trazidos pela pandemia e as 6 lições que ela ensinou às imobiliárias!

 

Quais foram os desafios trazidos pela pandemia às imobiliárias?

A pandemia de COVID-19, que começou em 2020, trouxe desafios para diversos setores. A necessidade de isolamento e distanciamento social por respeito a regras sanitárias mais rígidas mudaram a forma de convivência em sociedade e reduziram o consumo.

De outro lado, indicadores econômicos foram usados para tentar controlar os efeitos — o que influenciou positivamente no mercado imobiliário. Com a baixa histórica da Selic, o acesso a financiamentos ficou mais fácil, além de apresentar oportunidades com relação ao preço dos imóveis.

Assim, apesar de o desemprego e a renda média terem diminuído, o mercado imobiliário se aqueceu. Entretanto, o risco de inadimplência combinado a outros fatores de insegurança foram desafios a serem superados.

Para isso, as imobiliárias precisaram se reinventar e encontrar novas formas de captar e agradar clientes. O meio digital se destaca nesse momento de insegurança em relação a contatos pessoais e riscos de contaminação.

 

Quais lições a pandemia ensinou às imobiliárias?

Com os desafios trazidos pela pandemia, as imobiliárias aprenderam diversas lições. A seguir você conhecerá 6 delas para aplicar agora mesmo no seu negócio e aumentar a captação e as negociações.

Confira!

 

1. Ter um bom controle financeiro

A primeira lição trazida pela pandemia é a necessidade de manter um bom controle financeiro na imobiliária. Com o cenário de incertezas, muitas empresas se viram com problemas financeiros e necessidade de fazer empréstimos.

Um bom planejamento é fundamental para evitar isso e fortalecer a saúde do negócio. Ele permite manter o capital de giro necessário, criar reservas de emergência para eventuais problemas e garantir a continuidade do serviço.

Assim, é fundamental que a imobiliária tenha um setor dedicado às finanças. Com isso, será possível superar dificuldades sem ter que recorrer a endividamentos e outras atitudes que trazem desafios.

 

2. Atualizar-se constantemente

Outra lição importante da pandemia para as imobiliárias diz respeito à atualização. Como você viu, esse setor se aqueceu durante o ano. Mas somente as empresas que entenderam as tendências conseguiram realmente aproveitar o momento.

Dessa maneira, descobrir formas de atender melhor o cliente, saber quais localidades estão valorizadas e se atualizar sobre as oportunidades do mercado é fundamental. Assim, a imobiliária poderá se destacar.

Lembre-se de que as necessidades da população e as oportunidades do mercado mudam constantemente. Dessa forma, saber atrelar essas duas informações e oferecer serviços condizentes garante mais reputação à empresa.

 

3. Conhecer o cliente

Atrelada à atualização está o conhecimento do cliente. A imobiliária precisa saber o que os interessados estão buscando e como oferecer esses imóveis ou serviços a eles. Algumas possibilidades são fazer formulários de satisfação e ter um contato mais pessoal.

O contato mais direto e a pesquisa de satisfação demonstram ao cliente que a imobiliária está interessada nele. Logo, cria-se uma identidade com a empresa e a fidelização aumenta, trazendo benefícios a longo prazo.

Também é fundamental entender a situação financeira geral dos consumidores, saber quais são as formas de pagamento mais utilizadas etc. Dessa maneira, a empresa conseguirá pautar suas ofertas e publicidade com mais eficiência.

 

4. Aumentar a presença online

Apesar de ser uma estratégia bastante utilizada, muitas imobiliárias ainda focam seus recursos no atendimento presencial, deixando o online em segundo plano. Mas a pandemia mostrou a força da internet e como ela pode influenciar diretamente nos negócios.

Como você notou, a pandemia acarretou mudanças na forma de contato com clientes. A necessidade de distanciamento social e outros cuidados sanitários exigiram a adequação da empresa em suas rotinas.

Então, a presença online, que já era importante, tornou-se indispensável. Conseguir atingir os interessados por meio da internet é essencial nesse momento. Isso aumenta a visibilidade da imobiliária e capta mais clientes para a empresa.

 

5. Usar a tecnologia para aumentar os negócios

Além de estar presente na internet, outra lição fundamental da pandemia foi a utilização da tecnologia. Aqui, não se trata apenas da publicidade. Foram utilizadas também soluções inovadoras, como visitas aos imóveis à distância, reuniões por videoconferência, modelos interativos etc.

A ideia é que o cliente possa decidir pela compra ou aluguel sem sair de casa, entendendo todos os pontos do negócio. Nesse momento, muitas empresas começaram a utilizar visitas virtuais aos imóveis em 3D, maquetes virtuais, videoconferências etc.

Assim, os clientes podem analisar todos os detalhes de forma remota. Com as facilidades que isso traz, a tendência é que a tecnologia continue se expandindo, mesmo quando não for mais necessário o distanciamento.

 

6. Oferecer diferenciais

Com os cenários que a pandemia trouxe, uma lição importante para manter a imobiliária relevante é oferecer diferenciais aos clientes. Assim, é preciso se destacar da concorrência não só pela reputação, mas também pelas soluções oferecidas.

Uma estratégia interessante e que se tornou ainda mais relevante durante a pandemia é a antecipação de aluguéis. Você já ouviu falar dessa solução e como ela funciona? Oferecê-la na sua imobiliária é um meio de captar mais locadores e, também, de deixá-los mais satisfeitos.

Com a antecipação, o proprietário recebe o valor de até 12 meses de aluguel de uma só vez, com desconto. Para isso, é preciso ser parceira de uma empresa especializada que oferece essa solução. Ela fará uma análise do contrato de locação e fará uma proposta de antecipação ao proprietário.

O locador recebe o valor em até 2 dias úteis, os aluguéis antecipados são repassados à empresa e a sua imobiliária se destaca pelo diferencial. Considerando que a pandemia trouxe desafios financeiros para diversas pessoas, a antecipação de aluguéis é uma solução interessante.

Agora você já conhece as 6 lições que a pandemia ensinou às imobiliárias. Lembre-se de sempre manter-se atualizado às tendências e oferecer diferenciais aos seus clientes. Dessa maneira, a empresa ganhará espaço no mercado e potencializará os resultados.

Ficou interessado em oferecer a antecipação de aluguéis a seus clientes? Então entre em contato com a Bold Finance!