A Bold Finance está na pesquisa de startup do setor imobiliário pelo 2º ano consecutivo!

Períodos de crise financeira trazem dificuldades, mas também costumam impulsionar a inovação. Em 2020, não foi diferente e o setor imobiliário brasileiro se destacou. Essa e outras informações são apresentadas no relatório do Mapa de Construtechs e Proptechs 2021, elaborado pela Terracotta Ventures.

A iniciativa tem o objetivo de compartilhar com empreendedores e profissionais do setor o que está acontecendo no ambiente de inovação do mercado. Além disso, ele reúne as principais startups da área — como a Bold Finance, considerando o seu papel no mercado e trajetória, assim como inovação e tecnologia.

Quer saber mais sobre o tema? Continue a leitura e descubra por que o relatório é tão importante e a relevância da presença da Bold Finance entre as startups citadas!

 

O que é o Mapa das Construtechs e Proptechs 2021?

O Mapa de Construtechs e Proptechs é uma iniciativa que surgiu em 2017 por iniciativa da Terracotta Ventures. Hoje, o mapeamento é a maior cobertura do ecossistema de startups do segmento no Brasil.

Para tanto, a empresa de venture capital monitora negócios que tiveram início em todo o país. Nesse cenário, é importante que eles apresentem soluções que gerem valor ao longo de toda a jornada do mercado imobiliário.

Assim, o objetivo do mapa é dar visibilidade às startups que estão no início de sua jornada. A ideia é fomentar mais empreendedorismo e inovação no setor. Afinal, esses fatores são essenciais para trazer diferenciais de competitividade.

A partir disso, as empresas têm oportunidades para conquistar melhores posições no mercado. Ademais, para profissionais e empresas do setor, o mapeamento é uma oportunidade de encontrar negócios inovadores e que podem agregar valor aos seus empreendimentos.

Esse é o caso da Bold Finance, que está no Mapa das Construtechs e Proptechs 2021 e oferece soluções diferenciadas para imobiliárias.

 

Quem pode participar do mapa?

O Mapa de Construtechs e Proptechs foi desenvolvido visando trazer maior visibilidade para todas as startups brasileiras que atuam no segmento. Contudo, existe uma série de critérios que precisam ser seguidos para que a empresa faça parte da pesquisa.

Entre eles, estão:

  • ser uma startup brasileira;
  • ser um empreendimento de base tecnológica e que visa validar um modelo de negócio escalável e replicável;
  • gerar valor para alguma área dentro da cadeia de valor da construção civil e do mercado imobiliário;
  • ter menos de 150 colaboradores;
  • ter, no máximo, 15 anos de fundação.

 

Como está a evolução das startups do setor?

Desde que a pesquisa foi criada, em 2017, houve um crescimento de 235% do número de startups ativas atuando no segmento imobiliário. Em 2021, foram identificadas 839 empresas ativas atuando ao longo de todo o processo de projetos, construção, aquisição e propriedades em uso.

Após as incertezas trazidas pela pandemia, as empresas do setor imobiliário entenderam que novas oportunidades podem surgir mesmo na crise. Por exemplo, a tecnologia foi um fator determinante para oferecer o melhor atendimento ao cliente.

Nesse sentido, as startups encontraram a direção para apresentar suas soluções. Embora já existissem há algum tempo, esses serviços e produtos ainda sofriam com a falta de aceitação de muitas empresas tradicionais do setor.

 

Quais startups se destacaram no setor imobiliário?

No mercado imobiliário, construtech ou proptech é o nome dado a startups que utilizam tecnologias para oferecer serviços e produtos inovadores ao setor. Elas foram consideradas na composição do mapeamento elaborado pela Terracotta Ventures.

Entre os destaques, vale citar a Bold Finance, que oferece uma solução de antecipação de aluguéis em parceria com imobiliárias, vista como um importante diferencial competitivo.

 

Qual é a principal solução oferecida pela Bold Finance?

A antecipação de aluguel é o serviço oferecido pela Bold Finance que tem ganhado cada vez mais destaque e espaço no mercado. Isso acontece pelos benefícios que ele apresenta em comparação ao modelo tradicional de recebimento dos aluguéis.

No contrato, o pagamento feito pelo inquilino acontece mensalmente, durante a vigência da locação. No entanto, é possível receber esses valores de uma só vez, sem causar prejuízos ao locatário.

Esse processo ocorre pela chamada antecipação de aluguéis, que se baseia na venda do direito de recebê-los para uma empresa especializada. Em troca, o proprietário recebe o valor total do aluguel no período, com um desconto.

Assim, a empresa passa a receber os pagamentos feitos pelo inquilino, além de se responsabilizar pelo risco de inadimplência. Porém, para que a antecipação seja viabilizada, é necessário que a imobiliária ou administradora seja parceira da empresa que oferece o serviço.

Após análise do contrato de locação de imóvel, suas condições e valores envolvidos, a empresa retorna a proposta. Nesse caso, a antecipação pode ser de 1 a 12 meses dos aluguéis, dependendo do interesse do proprietário.

Se o processo for confirmado, o dinheiro é depositado integralmente na conta do proprietário. Como não se trata de um empréstimo, o locador não assume uma dívida e o imóvel não fica em garantia da operação.

 

Para que serve a antecipação de aluguéis?

Como você viu, a antecipação de aluguéis é uma forma de o locador ter acesso a todo o dinheiro que seria recebido a prazo. Assim, o principal objetivo é alterar o fluxo financeiro. Cabe ressaltar que todo o processo é 100% digital, rápido e sem burocracia.

O proprietário pode, então, usar o dinheiro para realizar diversos planos. Por fim, saiba que a antecipação tem a vantagem de ser isenta de Imposto de Renda para pessoas físicas, nos termos da legislação. Isso pode otimizar o retorno obtido com a locação do seu imóvel.

Se você atua no setor imobiliário, precisa conhecer as construtechs e proptechs que se destacam no mercado. Dessa maneira, é possível encontrar novas soluções no segmento para inovar oferecendo produtos e serviços mais modernos aos seus clientes.

Gostou do conteúdo? Então aproveite para entender como usar a antecipação de aluguel para fazer sua imobiliária crescer!

Aumento da procura por aluguel no mercado: um panorama do setor!

O panorama do mercado imobiliário tem mudado bastante nos últimos anos. Acontecimentos como a pandemia de Covid-19 influenciaram o setor e trouxeram novas perspectivas. Isso aconteceu, principalmente, devido ao aumento na procura por aluguéis.

De forma geral, a quarentena estimulou as pessoas a reavaliar o lugar onde vivem. Com isso, quem possui imóveis para alugar também encontrou oportunidades para se beneficiar do momento.

Neste artigo, você verá um panorama do setor imobiliário sobre a procura por aluguel de imóveis no Brasil. Continue a leitura e saiba mais!

 

A pandemia de Covid-19 e o mercado imobiliário

A pandemia que ganhou força em 2020 gerou uma crise econômica em diversos setores. O principal motivo é que as medidas utilizadas para conter a disseminação do vírus trouxeram diversas limitações. Nesse contexto, o mercado imobiliário também foi afetado.

Por exemplo, novas construções ficaram paralisadas devido às dificuldades que surgiram. A rotina de visitar casas e apartamentos para compra ou aluguel também foi afetada pela necessidade de distanciamento social. Além disso, muitas famílias tiveram problemas em suas fontes de renda.

No entanto, apesar das dificuldades, o mercado imobiliário apresentou alto poder de resiliência — e ajudaram a manter a economia aquecida. Com o auxílio da inovação, novas possibilidade surgiram para o setor nesse período.

Para tentar contornar as barreiras geográficas, a possibilidade de visitas online, por exemplo, aumentou. Ademais, alguns fatores foram importantes impulsionadores da retomada econômica — e do avanço do mercado mesmo diante das dificuldades.

Entre eles, estão as taxas básicas de juros, as linhas de crédito favoráveis e os bons preços nos imóveis. Assim, mesmo com o momento de baixa nos primeiros meses da pandemia, o setor imobiliário seguiu se recuperando e registrando altas.

A busca por casas e apartamentos para alugar em portais da internet, por exemplo, teve crescimento de 20% no terceiro trimestre de 2020 em relação ao mesmo período de 2019.

 

Principais tendências para o mercado imobiliários pós-pandemia

Uma das novidades trazidas pela pandemia e que deve se manter pelos próximos anos é o home office. Para economizar recursos, muitas empresas devem institucionalizar o trabalho remoto ao menos alguns dias por semana.

Assim, as pessoas precisarão de espaços maiores e mais confortáveis para trabalhar. Cômodos amplos poderão ser utilizados como escritório e esses fatores devem se refletir na busca por imóveis maiores.

Ainda, com o isolamento social, as famílias puderam passar mais tempo juntas. A tendência, portanto, é que elas queiram imóveis com ambientes que promovam a convivência familiar mais confortável. Isso deve impactar as novas construções.

As opções de lazer também precisarão ser reinventadas. Afinal, as casas e os apartamentos passaram a ser locais não só de trabalho, como também de estudo, exercícios e diversão. Com isso, as pessoas tiveram que adaptar suas rotinas à nova realidade, dando mais valor aos espaços privativos.

Não apenas casas e apartamentos maiores devem ser uma das principais tendências do mercado imobiliário pós-pandemia. Imóveis afastados também podem ser mais buscados, em razão da melhor qualidade de vida de algumas cidades pequenas em relação aos grandes centros urbanos.

Isso está diretamente relacionado à flexibilização que o home office oferece para os profissionais. Sem a necessidade de estar presente na empresa, é possível buscar ambientes mais calmos e tranquilos para morar, sem se preocupar com a distância do trabalho.

O uso da tecnologia também tende a ser uma importante mudança no segmento imobiliário. Com ela, as visitas podem ser agendadas de forma online e ganham muito mais praticidade quando são feitas por meio de chamadas de vídeo, por exemplo. Até mesmo as assinaturas de contratos foram otimizadas.

Toda essa movimentação gerou intensas buscas por novos imóveis, que atendessem às necessidades das famílias. Por isso, a procura por aluguéis acelerou.

 

Aumento nas buscas por aluguel

Como você viu, alguns fatores vêm refletindo na busca por novas opções de moradia e as buscas pelo termo na internet são crescentes. Além do avanço na procura em sites específicos, as buscas por casas para alugar no Google apresentaram um aumento de 668%, segundo a empresa.

Esse dado sinaliza que as pessoas têm se interessado em encontrar novos lugares para morar de aluguel. Por outro lado, a busca pelos aluguéis por temporada segue com demanda retraída. No entanto, a categoria vem reagindo às medidas de flexibilização.

O aquecimento do setor imobiliário, portanto, pode ser percebido em todo o país. Com o avanço na vacinação e a possível melhora da economia após a pandemia, a expectativa é que o mercado — especialmente a busca por imóveis para alugar — se mantenha cada vez mais aquecido.

 

Antecipação de aluguéis como alternativa

Diante do panorama favorável do setor imobiliário, quem tem imóveis para alugar pode aproveitar o momento para encontrar um locatário. Além disso, é possível receber de 1 a 12 meses de aluguel antecipado por meio da antecipação de aluguéis.

O processo é uma cessão de créditos do contrato de locação. Ou seja, funciona como uma compra e venda do direito de receber os aluguéis futuros. A operação permite que o proprietário antecipe os valores que seriam recebidos a prazo e possa recebê-los à vista.

Você pode usar o montante referente à antecipação de aluguéis para o que precisar. Por exemplo, é possível quitar o condomínio, reformar ou mobiliar o imóvel, fazer investimentos, entre outros planos. O dinheiro fica disponível para o proprietário, que tem a liberdade de usá-lo conforme sua conveniência.

Vale destacar que a antecipação é isenta de Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF), o imóvel não entra em garantia e, se o inquilino não pagar, você não será cobrado. Para trazer ainda mais benefícios, todo o processo é 100% digital, rápido e sem burocracia.

Entender o panorama do mercado imobiliário brasileiro permite aproveitar oportunidades conforme as tendências. Nesse cenário, quem tem imóveis disponíveis para locação pode se beneficiar da situação atual. Afinal, muitas pessoas têm buscado imóveis para alugar, tanto em suas cidades quanto em outros locais que desejam morar.

Gostou do conteúdo e ficou interessado em alugar sua casa ou seu apartamento? Complemente a leitura e descubra como agilizar o processo de locação de imóveis!

6 Vantagens de alugar o seu imóvel agora mesmo!

Alugar imóvel ainda é um assunto que gera certo receio ou resistência em alguns proprietários. Apesar disso, é importante ter uma visão mais clara e objetiva do tema, pois a locação pode resultar em diversas vantagens.

O mercado de aluguel de imóveis tem crescido e conquistado mais espaço. Mesmo com a pandemia de Covid-19, o volume de buscas por casas para alugar teve um aumento de 668% em agosto de 2020, em relação ao mesmo mês de 2019.

Isso mostra que as pessoas se interessam cada vez mais em alugar um imóvel. Pelo mesmo motivo, os investimentos no mercado imobiliário atraem mais investidores. Mas se você ainda tem dúvidas se vale a pena recorrer à alternativa, confira 6 vantagens de colocar seu imóvel para locação!

 

1.     Obter renda extra

Você já deve imaginar que uma das principais vantagens de alugar seu imóvel está diretamente relacionada ao lado financeiro. Quem visa ter uma renda extra todos os meses, por exemplo, pode se interessar em colocar sua casa ou seu apartamento para locação.

O valor recebido mensalmente pode ser utilizado de diversas formas. É possível fazer investimentos pessoais, ajudar sua família, planejar uma viagem ou pagar os estudos dos filhos, entre outros planos. Quem já é aposentado pode usar o valor para complementar o benefício e ter mais conforto.

 

2.     Reduzir custos

Outro ponto interessante do aluguel é que o inquilino fica responsável pelo pagamento de diversas taxas que você teria que arcar caso a propriedade estivesse desocupada. Isso significa que você poderá economizar, pois deixará de pagar alguns encargos do imóvel.

O condomínio é um exemplo de despesa que pode representar uma boa economia para o proprietário. O valor referente às despesas ordinárias é obrigação do inquilino, então ele deverá arcar com os pagamentos mensais.

Além disso, é possível que as partes combinem que o IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) será pago pelo morador. Assim, o proprietário pode ficar isento dessa taxa mensal ou anual. O mesmo vale para despesas como seguros e outras taxas municipais.

 

3.     Aumentar o patrimônio

Ainda considerando a parte financeira, utilizar o seu imóvel como investimento e colocá-lo para alugar é uma forma de aumentar o seu patrimônio. Afinal, os valores recebidos podem ser investidos de outras formas, enquanto a propriedade se expõe às valorizações do mercado até a venda.

Cabe ressaltar que um patrimônio maior e mais desenvolvido permite conquistar maior segurança financeira. No entanto, é importante que o processo de locação seja feito por meio de uma imobiliária.

Ela é capaz de emitir o recibo apropriado para colocar na declaração do Imposto de Renda, tanto de pessoa física quanto jurídica. Isso é essencial para comprovar seus ganhos e não ter problemas com o fisco.

Também há suporte em todas as etapas e maior segurança no contrato. Se a locação é feita diretamente com o inquilino, você terá mais trabalho e dificuldade para comprovar a renda do aluguel — além de correr mais riscos.

 

4.     Correr menos riscos em relação a outros investimentos

Quem aluga seu imóvel pode obter um retorno alto sem grandes riscos. A maioria dos investimentos financeiros disponíveis no mercado que oferecem oportunidade de rentabilidade considerável apresenta fortes oscilações e maiores perigos.

Contudo, ainda que o mercado imobiliário passe por oscilações, em longo prazo a tendência é que ele traga segurança para o patrimônio. Nesse caso, um dos maiores riscos de disponibilizar sua propriedade para locação é a inadimplência.

No entanto, a Lei do Inquilinato apresenta diversas formas de garantias locatícias — caução, fiador, seguro-fiança, entre outras. Assim, o proprietário pode escolher aquela que for mais adequada conforme as suas necessidades e o perfil do inquilino.

O objetivo é garantir a proteção do locatário, de forma que ele possa receber os valores dos aluguéis corretamente. A maior preocupação, então, é manter a propriedade sempre ocupada.

Para tanto, é possível contar com o auxílio de uma imobiliária, como você verá adiante. Ademais, os contratos costumam ser feitos por longos períodos. Isso reduz os riscos de vacância ou, ao menos, garante o recebimento de multas devido à rescisão antecipada pelo inquilino.

 

5.     Poder contar com ajuda profissional

Outra vantagem interessante de alugar seu imóvel é poder delegar a um profissional o trabalho que você teria com o processo de locação. Para isso, procure uma imobiliária da sua confiança.

A empresa trabalhará inicialmente na divulgação da propriedade para encontrar potenciais locatários. Ela também auxilia na precificação, de acordo com o momento do mercado. A imobiliária também fica responsável por intermediar as visitas e fazer as negociações.

Ao mesmo tempo, ela ajuda o potencial inquilino a negociar o contrato, comprovar renda e apresentar as garantias. Isso ajuda a assegurar que você terá a segurança necessária para receber o aluguel e os encargos mensalmente.

Após a assinatura do contrato, se você desejar, a imobiliária poderá ser a responsável por cuidar do seu imóvel — no papel de administradora. Ela aumenta a segurança em relação ao pagamento do aluguel e dos encargos, além de auxiliar nos reparos necessários. Em caso de inadimplência, a empresa aciona as garantias e adota procedimentos de cobrança.

Por fim, se necessário, ela auxilia nos procedimentos judiciais para receber o valor ou retomada de posse do imóvel com o despejo. Além disso, para garantir que o local não fique desocupado, ela entra em seguida com o processo de divulgação.

 

6.     Poder contar com a antecipação de aluguéis

A antecipação de aluguéis é outro benefício importante. Ela pode ser feita tanto por pessoas físicas quanto jurídicas que sejam locadores. Esse processo permite que o proprietário receba à vista os valores referentes a até 12 meses de locação, com desconto.

A operação ocorre de modo rápido e sem burocracia e você receberá o montante para usar da forma que quiser ou precisar. Porém, para usufruir dessa vantagem, o imóvel deve ser administrado por uma imobiliária parceira.

Como você viu, colocar um imóvel para alugar oferece muitas vantagens para o proprietário — e você conheceu 6 delas. A prática permite contar com uma renda extra mensal e fixa, trazendo maior segurança financeira.

Ainda, a antecipação de aluguéis permite acesso mais rápido ao montante a ser recebido para você investir como quiser ou precisar.

Gostou do assunto? Então complemente a leitura e confira 4 dicas para ganhar mais com o aluguel do seu imóvel!

Soluções digitais para as imobiliárias: conheça 6 possibilidades!

A transformação digital está presente em todos os setores da economia. O mercado imobiliário não é diferente e exige cada vez mais soluções digitais que otimizem a rotina. Além disso, elas fazem a conexão entre as novas tecnologias e o novo perfil dos consumidores.

Assim, para se destacar no mercado, é essencial conhecer as tendências do setor. Isso faz com que o apoio da tecnologia seja essencial para oferecer uma experiência adequada aos clientes e aumentar as chances de negócio.

Pensando nisso, neste artigo você conhecerá 6 soluções digitais para o mercado imobiliário. Vamos lá?

 

Relação entre mercado imobiliário e tecnologia

No final do século XX, a tecnologia começou a evoluir mais rapidamente e o mundo passou a viver a Era Digital. Desde então, dispositivos eletrônicos, softwares e aplicativos estão mais presentes no dia a dia das pessoas.

A internet sobrepõe barreiras geográficas e consegue manter todo o mundo conectado em tempo real. Esse processo trouxe inovações para os diversos setores da economia e mudou o comportamento do consumidor, inclusive no mercado de imóveis.

Com isso, as experiências proporcionadas pelas imobiliárias começaram a ter maior importância nas negociações. Praticidade e mobilidade também se tornaram diferenciais relevantes. Afinal, ambas proporcionam mais conforto e otimizam o tempo do cliente.

Outras estratégias que ganharam espaço foram a comunicação e o atendimento personalizado. Isso porque elas permitem que a empresa se aproxime do consumidor e aumentam a relevância do negócio no mercado.

Vale destacar que essas mudanças foram aceleradas com a pandemia de Covid-19. A necessidade do isolamento social fez com que a internet se tornasse uma ferramenta imprescindível para diversos negócios — especialmente aqueles relacionados à compra, venda e aluguel de imóveis.

 

6 Soluções digitais para imobiliárias

Para acompanhar as tendências, a imobiliária pode contar com diferentes soluções visando um melhor posicionamento no mercado. A seguir, você conhecerá 6 opções para ter uma postura focada no meio digital.

Confira:

 

1.      Realidade virtual

As visitas virtuais podem ser determinantes nas decisões dos clientes. Afinal, elas permitem que ele veja cada detalhe dos imóveis por diversos ângulos, como se estivesse no ambiente. Esse diferencial otimiza o tempo dos consumidores, que não precisarão se deslocar até a propriedade.

Ainda, eleva a credibilidade da empresa, pois indica sintonia com as tendências do mercado. Outro ponto interessante é que a solução permite que o imóvel seja visto por qualquer pessoa, independentemente do dispositivo utilizado, da hora ou do lugar.

O processo dispensa a necessidade de agendamento de visitas presenciais e supera barreiras geográficas. Ademais, a alternativa ainda evita a circulação de muitas pessoas em um mesmo lugar, o que está alinhado ao contexto de pandemia e mudanças de hábitos dos consumidores.

Outra vantagem é que empresas do setor imobiliário que oferecem tours virtuais tendem a obter taxas de conversão mais elevadas. Como você viu, a experiência é determinante para captar o interesse dos clientes e estimulá-los a visitar mais imóveis.

Quando o consumidor passa da visita virtual para a física, normalmente ele já está um passo mais próximo da locação. Assim, o encontro presencial tende a ser uma forma de saber mais detalhes sobre o imóvel e finalizar a negociação.

 

2.      Inteligência Artificial

A Inteligência Artificial (IA) é um segmento da tecnologia utilizada para criar dispositivos que podem simular a capacidade humana em termos de descobertas, raciocínio, armazenamento e análise de informações. O mesmo vale para a solução de problemas do cotidiano das empresas.

No ambiente digital, é muito difícil não lidar com sistemas baseados em IA, especialmente com a expansão de conceitos como machine learning. No mercado imobiliário, que se baseia em pesquisas, divulgações e negociações, as tecnologias que utilizam algoritmos são ainda mais importantes.

É por meio delas que a Inteligência Artificial consegue automatizar tarefas e apresentar diversas funcionalidades para a imobiliária. Isso permite que as empresas do setor melhorem a experiência do usuário, aumentem a eficiência e façam análises mais precisas do mercado.

 

3.      Machine learning

O machine learning — ou aprendizado de máquina — pode ser aplicado em diversas tarefas do mercado imobiliário. Uma das principais trata da previsão do valor de casas e apartamentos para negociação.

A solução para avaliação de imóveis costuma se basear em uma ferramenta que requisita as características da propriedade para retornar o valor aproximado. Assim, a tecnologia reúne os dados, faz o processamento das informações e retorna o resultado.

Com a captação de informações frequentes sobre o mercado, ele consegue aprender com os dados, e otimizar as avaliações. Isso permite que a solução entregue precificações alinhadas aos valores praticados no setor e traz mais facilidade para o dia a dia.

 

4.      Contratos digitais

Contratos digitais também são bastante utilizados no processo de locação de imóveis. Eles ajudam a reduzir o tempo necessário para fechar o negócio e são regulamentados pela legislação. Isso garante mais segurança para as partes envolvidas.

As assinaturas digitais ainda facilitam a utilização. O contrato é elaborado e pode ser enviado por e-mail para os clientes. Assim, eles conseguem assinar pela plataforma de sua preferência. A vantagem é que o processo é cômodo, acessível e não exige reconhecimento em cartório.

 

5.      Sites mais completos

Outra solução digital importante para as imobiliárias é montar um site completo. É possível incluir a história da empresa, depoimentos de clientes, materiais de apoio e informações de contato, por exemplo.

A plataforma pode ser integrada a uma ferramenta CRM (customer relationship management) para automatizar os processos. Também é essencial que o site tenha uma versão responsiva para smartphones ou um aplicativo disponível para download.

 

6.      Serviços especiais

Entre as soluções digitais para imobiliárias, não podemos deixar de citar a oferta de serviços como a antecipação de aluguéis. Ele oferece diversas vantagens para o seu negócio, pois aumenta a sua base de clientes, que ficam mais satisfeitos.

Com a evolução do mercado, ele pode ser contratado via internet, de maneira totalmente digital. Além disso, oferecer a antecipação de aluguéis faz com que a sua imobiliária ou administradora de imóveis tenha soluções completas de verdade.

Isso ajuda a captar mais imóveis e permite valorizar a equipe, que pode ganhar prêmios por indicar aos clientes. Para isso, é possível contar com o apoio da Bold Finance.

Nós desenvolvemos soluções financeiras estruturadas e inovadoras e antecipamos aluguéis residenciais e comerciais. Visando trazer ainda mais benefícios, a parceria é completamente gratuita para a imobiliária, que ainda recebe comissões por antecipações realizadas.

As soluções tecnológicas no mercado imobiliário trazem maneiras diferentes de oferecer serviços e interagir com os clientes. Por isso, é fundamental que a sua imobiliária invista em tecnologia e inovação para crescer e se destacar da concorrência.

Quer ter uma imobiliária completa de verdade? Acesse nosso site e seja um de nossos parceiros!

Participe do evento IMOBI EXPERTS: Aluguel!

A segunda edição do Imobi Experts acontecerá nos dias 14 e 15 de julho. O evento é destinado a profissionais do mercado imobiliário. E o tema central será o aluguel de imóveis — o que tem tudo a ver com os serviços oferecidos pela Bold Finance.

Por esse motivo, também somos um dos patrocinadores do evento. A iniciativa é inédita no país e, durante todo o evento, os participantes poderão aprender com profissionais reconhecidos no mercado.

Neste artigo, você terá acesso às principais informações sobre a presença da Bold Finance no Imobi Experts: Aluguel. Continue a leitura para saber mais!

 

O que é o Imobi Experts?

O Imobi Experts é considerado o maior evento do Brasil sobre o contrato de aluguel de imóveis. Ele é realizado pelo Imobi Report — um importante portal de conteúdo desenvolvido para o mercado imobiliário brasileiro.

Lançado em 2019, o portal já possuía mais de 10 mil assinantes em 2021. No site, são compartilhadas notícias e conteúdos relevantes para sócios, donos, gestores, corretoras de imóveis e profissionais do mercado imobiliário em geral.

Além disso, o evento será realizado em parceria com a CUPOLA, a maior agência de consultoria de gestão e marketing para imobiliárias e incorporadoras no Brasil. Para apresentar um volume interessante de temas, o Imobi Experts acontecerá em dois dias.

Vale saber que o primeiro dia terá conteúdos gratuitos. Mas será necessário realizar o pagamento da inscrição para participar do segundo dia de evento. Assim, será possível acompanhar apresentações que mostrarão atendimentos reais, com análises de imobiliárias e profissionais do mercado.

Logo, o evento traz uma oportunidade para sanar as principais dúvidas sobre temas pertinentes ao mercado imobiliário. Por exemplo, saber mais sobre captação de imóveis, a jornada de fechamento do contrato, oportunidades para rentabilização da operação e muitos outros temas relevantes e importantes.

Serão mais de 18 horas de conteúdo e mais de 42 palestrantes e painelistas. O evento acontecerá 100% online, com transmissões ao vivo. Desse modo, é possível respeitar as medidas de distanciamento social necessárias para controlar a Covid-19.

O destaque são as apresentações de cases reais. Cabe destacar que nunca houve um evento dedicado exclusivamente ao setor de locação de imóveis no Brasil. Por isso a iniciativa é tão relevante para a área.

Ademais, todas as regiões do país serão contempladas, o que aumenta a representatividade do evento. Por meio dele, será possível reunir imobiliárias tradicionais a outros players de destaque e da área de tecnologia.

 

Qual é a importância do evento?

Participar deste tipo de evento digital sobre o mercado imobiliário tem muitas vantagens. O Imobi Experts reunirá os melhores profissionais do mercado para você aprender por meio de cases de sucesso em nichos segmentados de atuação.

Você poderá aproveitar a oportunidade para receber insights de profissionais experientes em relação aos contratos de locação. Também será possível aprender sobre as novidades da área que estão gerando mudanças importantes nas rotinas de trabalho.

Na primeira edição do evento, realizada em abril de 2021, a temática foi o mercado de luxo e alto padrão. Foram mais de 6 mil inscritos.

 

Por que quem trabalha com locação de imóveis deve participar?

Essa edição do Imobi Experts é voltada, principalmente, às imobiliárias que trabalham com locação de imóveis. Para atender às demandas desse público, os organizadores preparam uma grade de conteúdos que passa por assuntos essenciais para a geração, administração e retenção de contratos.

Entre os temas mais relevantes que você terá acesso, estão:

  • estratégias para captação de imóveis;
  • dinâmicas de visitação;
  • trajetória de fechamento de contrato;
  • características da locação comercial;
  • oportunidades para rentabilizar as operações;
  • cenários de garantias locatícias;
  • funções das plataformas de desintermediação;
  • principais desafios do cenário de rescisões;
  • novas tecnologias e diferenciais competitivos do setor.

 

Sobre a Bold Finance

A Bold Finance oferece uma solução de antecipação de aluguéis em parceria com imobiliárias e é um dos patrocinadores do Imobi Experts: Aluguel.

Com a solução, os clientes das imobiliárias parceiras podem receber até 12 meses de aluguel à vista, ficando livres do risco de inadimplência e isentos de imposto de renda pessoa física.

Conheça mais sobre as vantagens:

 

Quais as vantagens para as imobiliárias?

Existem diversas vantagens de oferecer a antecipação de aluguéis para seus clientes.

Entre os benefícios do serviço para as imobiliárias, estão:

  • se tornar uma imobiliária que oferece soluções completas;
  • deixar seus clientes ainda mais satisfeitos com os serviços prestados;
  • aumentar a base de clientes e captar mais imóveis para locação;
  • ganhar mais com comissões para cada antecipação realizada;
  • valorizar ainda mais a equipe de trabalho, com premiações por antecipações concretizadas;
  • ter suporte completo da equipe da Bold Finance.

Cabe ressaltar que a Bold Finance fica responsável por todo o atendimento referente ao processo de antecipação. A imobiliária apenas indica os clientes interessados no serviço.

Você ainda receberá conteúdos exclusivos e materiais personalizados para auxiliar na divulgação em meio digital. Também terá oportunidades de fazer treinamentos desenvolvidos para as equipes das imobiliárias parceiras, viabilizando de maneira simples o funcionamento da parceria.

 

E para os proprietários?

A grande vantagem para os proprietários é que eles podem receber um volume considerável de dinheiro sem a necessidade de recorrer a empréstimos e financiamentos. O processo é rápido e sem burocracia, e o montante pode ser utilizado da forma que o locador quiser ou precisar.

Esperamos que você aproveite o Imobi Experts, que é uma grande oportunidade para conhecer as novidades do setor e conferir os principais serviços oferecidos pelos patrocinadores! E o melhor de tudo: o primeiro dia é gratuito!

Gostou de saber mais sobre o evento? Então faça a sua inscrição pelo site do Imobi Experts e não deixe de participar!

Como manter o seu imóvel sempre alugado?

Ter um imóvel alugado é uma ótima forma de obter uma renda passiva, o que serve para reforçar seu planejamento financeiro e ajudar na conquista de objetivos. Porém, um dos receios dos proprietários é a vacância, ou seja, quando o bem fica sem inquilinos.

É possível evitar essa situação com dicas que ajudam a ter sua propriedade sempre alugada. Dessa maneira, você mantém o fluxo financeiro e consegue fazer planos com maior tranquilidade quanto ao investimento.

Na sequência, descubra como agir para diminuir as chances de o seu imóvel ficar vazio e tenha locações mais longas!

 

Mantenha o imóvel com boa apresentação

Causar uma boa impressão nos interessados no imóvel é essencial para aumentar as chances de o processo de locação ser bem-sucedido. Então uma das prioridades deve ser a manutenção da propriedade.

É preciso cuidar dela para que esteja sempre em boas condições, agregando valor e atraindo mais interessados. Isso significa realizar manutenções e reparos de qualidade, conforme for necessário. Se for o caso, vale a pena fazer uma reforma.

Afinal, um imóvel com layout ultrapassado pode se tornar muito mais rentável ao passar por mudanças na disposição dos ambientes, por exemplo. Portanto, cuidar bem dele é o primeiro passo para tê-lo sempre alugado.

 

Conheça o perfil do locatário ideal

Outra parte importante do processo de locação de imóvel consiste em conhecer o perfil de quem aluga. Dependendo da localização, do tipo de propriedade e mesmo das condições do mercado será necessário direcionar os esforços para públicos distintos.

Se o imóvel estiver em uma região próxima a grandes empresas, o público-alvo pode ser composto por jovens profissionais, por exemplo. Já um imóvel em um bairro residencial e com escolas por perto, provavelmente, atrairá famílias.

Entender o que o provável locatário do seu imóvel procura ajuda a compreender o que deve ser destacado e como fazer a apresentação. Desde as fotos até o texto de divulgação, tudo deve ser focado em quem ocupará o espaço.

 

Conte com o apoio de uma imobiliária

Tão importante quanto manter o imóvel alugado de maneira contínua é garantir que isso seja feito dentro da lei e com segurança para todas as partes. Para que seja possível, o ideal é buscar ajuda de uma imobiliária.

A empresa ficará responsável pela divulgação do imóvel e conseguirá alcançar mais pessoas com suas iniciativas. Assim, há mais chances de encontrar um locatário em menos tempo, evitando a vacância.

Além disso, a imobiliária fica responsável por elaborar o contrato de locação, de conferir os documentos e de dar prosseguimento às etapas burocráticas. Dessa maneira, é possível agilizar os trâmites e dar mais confiabilidade ao processo, o que favorece a locação.

 

Considere ser flexível nas condições

Na hora de definir o tipo de contrato e as condições para a locação, vale a pena ser flexível, caso deseje alugar o imóvel por períodos maiores. Isso é importante porque contratos muito restritivos ou que não são equilibrados para locador e locatário costumam ser menos aceitos.

Em vez de criar regras estritas, como em relação à presença de animais de estimação, vale ponderar se isso é realmente necessário. Faz mais sentido usar mecanismos para garantir a integridade do imóvel, como as garantias que servem para cobrir possíveis danos.

Por falar nas garantias, também é preciso ter cuidado para não estabelecer exigências excessivas. Por lei, só é permitido exigir um tipo, como fiança, seguro-fiança ou caução. Atender a essas regras não apenas evitará problemas futuros como tornará mais fácil o encontro do inquilino.

Outra questão envolve o preço. Como o foco é o longo prazo, pode ser mais interessante estar aberto à negociação do aluguel. Assim, você mantém o locatário por mais tempo no imóvel.

 

Crie uma boa relação com o inquilino

Não são somente as condições do imóvel ou do contrato que favorecem a continuidade do aluguel. A relação entre locador e locatário também é fundamental, especialmente em mercados com grande disponibilidade de imóveis.

A intenção é fazer com que o inquilino fique satisfeito com a locação e que tenha qualidade de vida no endereço. Assim, aumentam as chances de ele querer manter o contrato e mesmo renová-lo. Na prática, é crucial para que a propriedade se mantenha alugada.

Para favorecer esse relacionamento, convém buscar contato frequente com o inquilino. Se houver um conserto necessário que não tenha sido causado por quem aluga e usa o imóvel, fazer o reparo com rapidez fortalece a relação, por exemplo.

Também é preciso estar disponível para tirar dúvidas e prestar suporte, dentro do possível e em parceria com a imobiliária.

 

Aproveite a antecipação de aluguéis

Para potencializar a renda passiva do aluguel, é interessante buscar novas soluções. E uma delas é conhecida como antecipação de aluguéis. Graças a ela, você poderá mudar o fluxo financeiro do contrato de locação, adaptando-o às suas necessidades.

A antecipação de recebíveis consiste no pagamento, feito de uma só vez, dos valores que seriam recebidos ao longo do tempo. O processo é realizado por uma empresa especializada em soluções financeiras.

No caso, a antecipação de aluguéis permite que você receba de 1 a 12 meses de locação, com desconto. Assim, é possível ter o dinheiro em caixa sem a necessidade de esperar o pagamento mensal do inquilino.

Outra vantagem é que há isenção no Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF).

Ao recorrer a essa alternativa, você pode obter um montante financeiro significativo, o que o ajuda a realizar planos, fazer reformas no imóvel ou mesmo investir em outro. Além disso, não precisa mais se preocupar com a inadimplência, que passa a ser responsabilidade da empresa escolhida.

Ao adotar essas recomendações, você tem mais chances de manter seu imóvel alugado por períodos mais longos. Dessa forma, pode gerenciar melhor seus recursos, obtendo renda passiva com mais previsibilidade e tranquilidade.

Quer saber mais sobre a antecipação de aluguéis? Acompanhe nossas publicações no Instagram, Facebook, LinkedIn e Youtube!

Bold Finance recebe aporte de R$ 5 milhões para acelerar a antecipação de aluguel

A Bold Finance acaba de concluir uma nova rodada de captação para reforçar o nosso caixa em R$ 5 milhões para continuar apoiando imobiliárias e locadores com a antecipação de aluguéis.

 

O nosso objetivo com o aporte é atender ao aumento de demanda pela solução de antecipação de aluguéis, que deve continuar se intensificando ao passo que o produto se torna cada vez mais conhecido pelas imobiliárias e pelos proprietários de imóveis alugados.

 

Em entrevista para a Imobi Report nosso CEO deu mais detalhes sobre o aporte, além de contar sobre a história da empresa, o produto oferecido, nossos planos para os próximos anos e como vamos continuar apoiando o mercado imobiliário.

 

Acesse a entrevista na íntegra aqui.

Built to suit: o que é e como funciona o contrato de locação BTS?

Quem trabalha no mercado imobiliário ou se interessa pelas soluções do setor precisa ficar atento às tendências. Quando se trata de locação, os contratos built to suit (BTS) se destacam entre as possibilidades ofertadas.

O conceito surgiu nos Estados Unidos, mas já foi regulamentado no Brasil. Dessa maneira, ele pode trazer novas maneiras de fazer contratos. No entanto, também existem diversas dúvidas sobre o assunto.

Assim, é essencial compreendê-lo para saber como lidar com essas alternativas em meio às oportunidades. Para entender o que é built to suit, continue a leitura e descubra como funciona essa modalidade de locação!

 

O que é built to suit?

O primeiro passo para conhecer o conceito é considerar a sua tradução. Em português, built to suit poderia ser interpretado como “construído para servir”. Portanto, trata-se de um contrato de locação que envolve uma personalização maior em relação ao imóvel.

Nesse caso, ele será reformado ou construído a partir das necessidades do locatário. Assim, os custos são cobertos pelo próprio inquilino ao longo do contrato. Logo, o proprietário recebe de volta o valor que foi investido e ainda garante o aluguel.

Outro ponto importante é a sua destinação: o contrato é aplicável somente às locações não residenciais em território urbano. Por isso, não é possível utilizar a modalidade para imóveis que serão usados como moradia ou se localizem em áreas rurais.

 

Regulamentação no Brasil

Essa modalidade de contrato de aluguel foi regulamentada no Brasil em 2012, pela Lei no 12.744. Na legislação, a nomenclatura utilizada é “locação nos contratos de construção ajustada”. De acordo com a norma, ele traz mais liberdade em relação aos termos acordados.

Nesse caso, o acordo é feito por tempo determinado, mas não há limitações em relação ao prazo, por exemplo, nem existe a conversão automática em contrato por tempo indeterminado. Na prática, prevalecerão as condições previstas, que devem abordar:

  • condições referentes à construção ou reforma;
  • prazo de duração do contrato;
  • valores que serão pagos pelo inquilino.

Além disso, a lei estabelece duas questões importantes. A primeira é que o proprietário não pode reaver o imóvel antes do prazo indicado no contrato. Já a segunda determina que o locatário não pode devolver a propriedade de maneira antecipada, exceto se arcar com a multa contratual.

Vale saber que penalidade também não pode exceder o valor da soma dos aluguéis a receber até o término do prazo inicialmente pactuado.

Ademais, as regras da Lei do Inquilinato devem ser observadas sempre que a legislação específica não trouxer normas sobre determinado assunto. Ou seja, questões como garantias, ação de despejo, entre outras dessa lei, continuam válidas.

 

Como funciona esse tipo de contrato?

Devido à sua finalidade diferenciada, o BTS conta com algumas características específicas em seu funcionamento. Nesse caso, os clientes costumam ter critérios mais detalhados e aprofundados sobre as suas necessidades.

Assim, questões como distribuição de espaços, quantidade de salas, mobiliário, acabamentos e outros itens relacionados ao imóvel podem ser incluídos no contrato. A partir das informações, o proprietário desenvolve um projeto que atenda às demandas do inquilino.

Em contrapartida, os aluguéis são firmados por períodos mais longos — entre 15 e 20 anos, normalmente. Isso porque é preciso garantir o retorno para o investimento feito pelo proprietário, cujos valores são diluídos ao longo do tempo.

Por isso, também é importante ter em mente que o valor do aluguel é superior. Afinal, além do custo de locação, ele será influenciado pelo total investido na reforma ou na construção da propriedade.

Tudo isso aumenta a complexidade do contrato, já que traz mais obrigações e responsabilidades para as partes.

 

Quais são as vantagens do contrato BTS?

Entendendo o conceito e o funcionamento do contrato built to suit, fica mais fácil identificar as vantagens. Uma delas é a longa duração. Isso traz mais segurança para o proprietário, especialmente diante do investimento que será realizado.

Outro benefício é a redução do período de vacância do imóvel, já que o contrato é firmado de forma constante por muitos anos — evitando a alta rotatividade de inquilinos e os impactos no retorno obtido.

Também há a maior segurança em relação ao retorno do investimento, devido às condições contratuais.  Todos esses benefícios se aplicam, ainda, à imobiliária responsável por intermediar a negociação. Afinal, ela obtém rendimentos a partir dos ganhos recebidos pelo proprietário. 

Além disso, vale saber que há benefícios para o locatário. Tendo em vista que a modalidade é voltada aos contratos de locação comercial, a boa manutenção do imóvel é essencial devido a questões como ponto de venda e estrutura disponível.

Outro ponto é que não há preocupações com a possibilidade de ter que deixar o local antes do planejado, nem em procurar outro imóvel que atenda às suas necessidades. Ademais, há a vantagem de o imóvel ser entregue pronto e adequado ao que a empresa precisa.

Logo, não é preciso fazer reformas por conta própria ou ter uma alta disponibilidade de capital para realizar mudanças necessárias. Conhecer essas vantagens é essencial para apresentar propostas e aumentar as chances de fechar contratos com esse modelo de locação.

 

Quais são as desvantagens desse contrato?

Por outro lado, o modelo também pode trazer algumas desvantagens. Dessa maneira, é fundamental avaliá-las para tomar decisões mais acertadas sobre o modelo de contrato que será usado.

Para imobiliárias, isso é importante para conseguir informar aos clientes sobre todos os detalhes do BTS. Para o proprietário sempre há o risco de inadimplência. Porém, ela pode ser mitigada com o uso de garantias locatícias ou, até mesmo, a antecipação de aluguel.

Nesse caso, você consegue receber valores de maneira imediata, apenas com um desconto. A antecipação também permite levantar caixa para realizar planos ou cobrir os custos referentes à reforma ou construção de maneira mais rápida.

Outro ponto contra trata da dificuldade que pode surgir para locar o imóvel novamente, caso o contrato não seja renovado. Afinal, a personalização feita pode não ser adequada a outros tipos de negócio, exigindo novas reformas e custos.

Já para os inquilinos, o valor mais alto da locação e a obrigatoriedade de cumprir o prazo ou arcar com a multa podem ser desvantagens. Assim, é preciso considerar tudo isso antes de fechar contrato.

Como você viu, o contrato built to suit traz novas possibilidades para a locação de imóveis comerciais. Portanto, vale a pena conhecer o funcionamento dessa opção para avaliar se ela é viável — e ter condições de esclarecer as dúvidas dos clientes na imobiliária.

Que tal aprender mais dicas sobre contratos de locação? Veja tudo o que você precisa saber sobre a antecipação de aluguel!

Sua imobiliária está preparada para o futuro?

A economia é bastante dinâmica e os diferentes segmentos de mercado precisam se adaptar rapidamente às mudanças. Com o setor de compra, venda e aluguel de imóveis não é diferente. Nesse sentido, sua imobiliária está pronta para o futuro?

A transformação digital já chegou para esse tipo de negócio e, junto às mudanças provocadas pela COVID-19, fez o setor imobiliário repensar diversos fatores. Entre eles, a forma de atendimento, a infraestrutura de imóveis e incorporações e a busca por diferenciais no mercado.

Quer descobrir como será a imobiliária do futuro e quais adequações são necessárias para não perder clientes? Confira as informações deste post!

 

Presença online

Apesar de a implementação de sites para anúncio de imóveis já ser um fator consolidado nas imobiliárias, é preciso entender que não basta apenas ter uma página digital. A imobiliária do futuro precisa investir em um canal completo.

Isso porque os clientes buscam pelos imóveis na Internet. Assim, o site precisa ser amigável e ter uma boa navegação. Além disso, deve se adequar não apenas para as telas de computadores, mas especialmente para os smartphones.

A ideia é oferecer uma experiência e usabilidade de qualidade para que o seu cliente permaneça na sua página e entre em contato com a empresa. Além disso, é fundamental ter todas as informações e fotos de alta resolução.

Afinal, para que haja um interesse em visitar o imóvel é essencial que ele seja atrativo à primeira vista. E isso ocorre no site da imobiliária. Logo, amplie sua divulgação e forma de se relacionar com o cliente aproveitando o potencial das redes sociais e de aplicativos próprios.

 

Processos digitais

Como você pode notar, a imobiliária do futuro precisa investir em seus canais online. Mas quando se fala em tecnologia para esse setor, é possível ir além. É preciso pensar que os clientes estão exigentes e tudo o que puder ser feito de forma remota pode contar pontos para o seu negócio.

Nesse contexto, adotar as visitas virtuais aos imóveis é uma estratégia para aprimorar ainda mais a experiência do seu cliente. Além de considerar que as pessoas estão familiarizadas com o ambiente online,  essa é uma medida que ganhou força com a pandemia do novo coronavírus.

Desse modo, caso a pessoa se interesse pelo imóvel, é possível partir para a próxima etapa que é a visita presencial. Caso não seja o que ela procura, é uma forma de ganhar tempo, visto que a rotina dos clientes e da empresa pode ser otimizada.

Por último, os processos online devem ser incorporados também na parte da documentação, depois que o negócio estiver fechado. Implementar, por exemplo, o contrato digital com assinatura eletrônica será um diferencial para sua imobiliária.

 

Foco no cliente

Preparar sua imobiliária para o futuro, como foi mostrado nos tópicos anteriores, é otimizar os processos digitais com foco no cliente. Com a Internet e a facilidade para encontrar imóveis de diferentes imobiliárias, ele tem mais opções para escolher — assim, se torna mais seletivo.

Nesse ponto, sua empresa deve estar pronta para atender com qualidade. Então, é necessário treinar a equipe para que possa se relacionar bem com o público. Disponibilize, ainda, diferentes formas de contato online para que ele possa conversar e tirar todas as dúvidas.

Afinal, o processo de compra ou aluguel de imóveis pode ser demorado. As pessoas analisam todos os detalhes e precisam de um atendente disponível para que possam tomar uma decisão acertada. E a qualidade no atendimento deve ser uma constante, mesmo depois que o cliente fecha negócio.

 

Flexibilização de contratos

Quando se trata das transformações da imobiliária que mira o futuro, uma questão importante é nas modificações das condições de negócio. A COVID-19 evidenciou ainda mais a insegurança de pessoas que têm receio de se manter por um longo período em um aluguel para não pagar multas.

Assim, oferecer uma flexibilização nos contratos de aluguel pode ser útil para que sua imobiliária aumente a base de clientes. Negociações com períodos menores, por exemplo, podem ser um chamariz para que o cliente feche o negócio.

Além da pandemia, há ainda a questão de que as novas gerações nem sempre têm a visão de se manter a vida toda em uma mesma casa ou no mesmo emprego. Elas buscam qualidade de vida e satisfação pessoal e, desse modo, estão prontas para mudar com mais frequência.

 

Adaptações em imóveis e condomínios

Além das mudanças para atender às exigências dos clientes, o setor imobiliário precisa se transformar em relação à infraestrutura de imóveis e condomínios. Os novos tempos mostraram a necessidade da inclusão de:

  • home office, devido à disseminação do trabalho remoto com a pandemia;
  • espaço para o recebimento de delivery;
  • área voltada para quem tem pets;
  • espaços verdes e adequados para lazer e prática de exercício físico.

Por isso, vale a pena se atentar a essas questões e buscar oferecer aquilo que seu público-alvo procura.

 

Parcerias para adiantamento de aluguéis

Por fim, é preciso oferecer um diferencial para o proprietário que escolhe sua imobiliária para alugar o imóvel — como a antecipação de recebíveis. E seu negócio, por outro lado, pode se destacar realizando parceria com empresas de adiantamento de aluguéis.

Com ele, o proprietário vende à empresa os direitos de recebimento de aluguéis. Em contrapartida, recebe um adiantamento de até 12 meses de locação, com deságio. Logo, é uma maneira de o seu cliente ter dinheiro na mão de modo rápido e seguro.

Ao oferecer a antecipação, você promove a chance de se obter recursos de maneira ágil e com vantagens. O dinheiro é depositado de uma vez, sem burocracia e o cliente não fica preocupado com a inadimplência, pois transfere o risco de inadimplência à empresa.

Assim, você garante maior liberdade para que o seu cliente utilize os seus recursos, que recebidos de uma só vez. E sua imobiliária se destaca no mercado e se prepara para um futuro promissor ao oferecer essa condição especial aos proprietários de imóveis.

Agora você já sabe quais adequações é preciso fazer na sua empresa para preparar a sua imobiliária para o futuro. Na busca por se destacar no mercado, considere oferecer atrativos ao cliente — como o adiantamento de aluguéis!

Neste artigo, falamos da importância de oferecer um atendimento de qualidade. Veja aqui como motivar sua equipe de locação para fechar mais negócios!