Gestão de dados: entenda a importância dela na locação!

Fazer a gestão de dados é uma atitude importante nos mais diversos ramos. Ela é essencial, por exemplo, para manter um controle sobre clientes e serviços, além de poder embasar decisões sobre os rumos da empresa.

Na locação, a gestão de dados envolve informações sobre os clientes e imóveis. No entanto, ela também pode ir além disso — ajudando na tomada de decisão e prospecção de novos clientes e inquilinos.

Quer entender mais sobre esse assunto e a importância da gestão de dados para a locação? Então continue a leitura e aprenda!

 

O que é a gestão de dados?

A gestão de dados está ligada à administração dos dados importantes sobre o negócio e os interessados nele. Assim, eles são utilizados para embasar os processos da empresa e novas decisões.

Essa forma de gestão não se refere a um procedimento único, mas engloba diversas equipes e ferramentas para realizar suas atividades. Elas incluem a coleta e identificação dos dados, armazenamento seguro, organização da visualização etc.

Ela também está ligada à organização desses dados, análise empírica e subjetiva e proteção conforme a legislação. Nesse sentido, os dados podem estar ligados a todo o negócio ou apenas a setores de interesse.

 

Diferença entre dado e informação

Para entender melhor o tema, é fundamental saber diferenciar dados de informações, pois os termos não dizem respeito ao mesmo conceito. Um dado é um número ou uma característica que se observa em determinada coleta. Já a informação diz respeito ao que esse dado representa.

Por exemplo, a imobiliária tem o dado de que 10 apartamentos foram alugados no primeiro semestre de 2021. Já uma informação sobre esse dado representaria avaliar se houve aumento ou diminuição das locações em relação ao ano passado.

Assim, pode-se dizer que uma informação é a interpretação que se dá ao dado coletado, em comparação a outros dados. Então é fundamental entender que a gestão de dados dará base para as informações relevantes sobre a empresa.

 

Para que serve a gestão de dados?

Esse processo serve, principalmente, para fornecer dados precisos e confiáveis para a empresa e organizá-los de modo a serem facilmente identificáveis. Logo, não há como fazer uma boa análise e definir estratégias para o negócio sem ela.

Qualquer tomada de decisão que não se baseia em dados pode ser tratada como uma aposta. Afinal, é fundamental conhecer pontos relevantes, dores, expectativas de clientes e informações acerca do produto ou serviço oferecido para ter escolhas estratégicas.

Conferindo resultados passados, é possível avaliar as informações para definir estratégias para o futuro. Assim, o negócio conseguirá resolver problemas, contornar erros cometidos e adotar novas maneiras de lidar com percalços.

Sem a gestão de dados, você pode nem sequer perceber algum problema ou falha no atendimento, produto ou serviço oferecido, por exemplo. Além disso, também não saberá como se atualizar para acompanhar as demandas de mercado.

 

Como ela funciona no âmbito das imobiliárias?

Agora que você entende o que é gestão de dados, é preciso aprender como utilizá-la no setor imobiliário. Para isso, os gestores da imobiliária devem entender que os dados estão ligados a diversas frentes.

Primeiro, temos os dados referentes aos negócios realizados em relação aos imóveis — tanto para aluguel quanto para venda. Aqui, é possível colher informações diversas, como número de bens alugados e vendidos, suas localizações e o preço, quanto tempo levou até o negócio etc.

Com esses dados será possível montar indicadores importantes. É o caso da liquidez dos negócios, o preço médio de negociação e outros detalhes. Ademais, também é possível comparar com dados passados para verificar a evolução da imobiliária.

Outros dados importantes dizem respeito à publicidade e estratégias de marketing utilizadas pela imobiliária. Desse modo, são fundamentais questões ligadas à forma de contato dos clientes, como eles encontraram a imobiliária, qual foi o tempo entre o primeiro contato e a assinatura do contrato.

Essas informações organizadas e analisadas servirão de base para novas estratégias na área. Por exemplo, se o site foi o carro-chefe de divulgação, quantos contatos foram conseguidos por meio dele? A estratégia foi realmente eficiente? É preciso fazer mudanças?

Se houve contato telefônico ou muita demora na assinatura do contrato, por que isso ocorreu? Como é possível trazer eficiência para esse momento e reduzir custos? Os clientes se interessaram por outras soluções e inovações trazidas pela imobiliária?

É com esses dados que a imobiliária poderá adequar seus serviços, buscando mais soluções e inovações ou investindo nas que já oferece. Questões como visitas virtuais, fotos em 3D, antecipação de aluguéis e outras funcionalidades podem ser utilizadas.

 

Qual a importância da gestão de dados para a locação?

E em relação especificamente à locação, você sabe qual é a importância de uma boa gestão de dados? Confira a seguir em que pontos da sua imobiliária ela pode ajudar!

 

Embasamento para tomada de decisões

Você já viu que a gestão de dados serve como uma fonte confiável para a tomada de decisões na imobiliária. Mas como isso se relaciona à locação? O principal ponto é o direcionamento de campanhas de publicidade e estratégias de marketing voltadas à locação.

Depois da coleta dos dados, é fundamental ter uma boa visualização das informações para compor uma análise. Com isso, a imobiliária conseguirá ter mais segurança ao definir seus investimentos na área de divulgação.

 

Análise de melhores diferenciais

Quais são os diferenciais que os locadores e os locatários desejam ao procurar uma imobiliária? Saber esse dado é fundamental para o seu negócio, tendo em vista que a atração deriva também das soluções apresentadas.

Como você viu, diversas ferramentas podem destacar o imóvel, sejam elas presentes no próprio bem ou oferecidas pelo negócio. Logo, é preciso de uma boa base de dados para saber no que focar e como induzir o público a utilizar seus serviços.

 

Aumento de captação de clientes

Todos esses benefícios também geram mais captação de clientes. Uma imobiliária que sabe as dores e expectativas de seu público conquista mais espaço no mercado e se destaca em relação à concorrência.

Por isso, a gestão de dados eficiente pode alavancar o negócio, tornar a marca mais sólida e trazer eficiência para todos os setores. Esse aumento de popularidade também gera aceleração na captação de clientes. Afinal a divulgação orgânica aumentará.

Entendeu como a gestão de dados é importante para sua imobiliária, em especial na locação? Então lembre-se de utilizar esses dados para captar informações importantes e basear as decisões empresariais!

Se você busca diferenciais, conhecer a antecipação de aluguel pode ser importante para a imobiliária. Confira nosso conteúdo sobre o tema!

Sua imobiliária está preparada para o futuro?

A economia é bastante dinâmica e os diferentes segmentos de mercado precisam se adaptar rapidamente às mudanças. Com o setor de compra, venda e aluguel de imóveis não é diferente. Nesse sentido, sua imobiliária está pronta para o futuro?

A transformação digital já chegou para esse tipo de negócio e, junto às mudanças provocadas pela COVID-19, fez o setor imobiliário repensar diversos fatores. Entre eles, a forma de atendimento, a infraestrutura de imóveis e incorporações e a busca por diferenciais no mercado.

Quer descobrir como será a imobiliária do futuro e quais adequações são necessárias para não perder clientes? Confira as informações deste post!

 

Presença online

Apesar de a implementação de sites para anúncio de imóveis já ser um fator consolidado nas imobiliárias, é preciso entender que não basta apenas ter uma página digital. A imobiliária do futuro precisa investir em um canal completo.

Isso porque os clientes buscam pelos imóveis na Internet. Assim, o site precisa ser amigável e ter uma boa navegação. Além disso, deve se adequar não apenas para as telas de computadores, mas especialmente para os smartphones.

A ideia é oferecer uma experiência e usabilidade de qualidade para que o seu cliente permaneça na sua página e entre em contato com a empresa. Além disso, é fundamental ter todas as informações e fotos de alta resolução.

Afinal, para que haja um interesse em visitar o imóvel é essencial que ele seja atrativo à primeira vista. E isso ocorre no site da imobiliária. Logo, amplie sua divulgação e forma de se relacionar com o cliente aproveitando o potencial das redes sociais e de aplicativos próprios.

 

Processos digitais

Como você pode notar, a imobiliária do futuro precisa investir em seus canais online. Mas quando se fala em tecnologia para esse setor, é possível ir além. É preciso pensar que os clientes estão exigentes e tudo o que puder ser feito de forma remota pode contar pontos para o seu negócio.

Nesse contexto, adotar as visitas virtuais aos imóveis é uma estratégia para aprimorar ainda mais a experiência do seu cliente. Além de considerar que as pessoas estão familiarizadas com o ambiente online,  essa é uma medida que ganhou força com a pandemia do novo coronavírus.

Desse modo, caso a pessoa se interesse pelo imóvel, é possível partir para a próxima etapa que é a visita presencial. Caso não seja o que ela procura, é uma forma de ganhar tempo, visto que a rotina dos clientes e da empresa pode ser otimizada.

Por último, os processos online devem ser incorporados também na parte da documentação, depois que o negócio estiver fechado. Implementar, por exemplo, o contrato digital com assinatura eletrônica será um diferencial para sua imobiliária.

 

Foco no cliente

Preparar sua imobiliária para o futuro, como foi mostrado nos tópicos anteriores, é otimizar os processos digitais com foco no cliente. Com a Internet e a facilidade para encontrar imóveis de diferentes imobiliárias, ele tem mais opções para escolher — assim, se torna mais seletivo.

Nesse ponto, sua empresa deve estar pronta para atender com qualidade. Então, é necessário treinar a equipe para que possa se relacionar bem com o público. Disponibilize, ainda, diferentes formas de contato online para que ele possa conversar e tirar todas as dúvidas.

Afinal, o processo de compra ou aluguel de imóveis pode ser demorado. As pessoas analisam todos os detalhes e precisam de um atendente disponível para que possam tomar uma decisão acertada. E a qualidade no atendimento deve ser uma constante, mesmo depois que o cliente fecha negócio.

 

Flexibilização de contratos

Quando se trata das transformações da imobiliária que mira o futuro, uma questão importante é nas modificações das condições de negócio. A COVID-19 evidenciou ainda mais a insegurança de pessoas que têm receio de se manter por um longo período em um aluguel para não pagar multas.

Assim, oferecer uma flexibilização nos contratos de aluguel pode ser útil para que sua imobiliária aumente a base de clientes. Negociações com períodos menores, por exemplo, podem ser um chamariz para que o cliente feche o negócio.

Além da pandemia, há ainda a questão de que as novas gerações nem sempre têm a visão de se manter a vida toda em uma mesma casa ou no mesmo emprego. Elas buscam qualidade de vida e satisfação pessoal e, desse modo, estão prontas para mudar com mais frequência.

 

Adaptações em imóveis e condomínios

Além das mudanças para atender às exigências dos clientes, o setor imobiliário precisa se transformar em relação à infraestrutura de imóveis e condomínios. Os novos tempos mostraram a necessidade da inclusão de:

  • home office, devido à disseminação do trabalho remoto com a pandemia;
  • espaço para o recebimento de delivery;
  • área voltada para quem tem pets;
  • espaços verdes e adequados para lazer e prática de exercício físico.

Por isso, vale a pena se atentar a essas questões e buscar oferecer aquilo que seu público-alvo procura.

 

Parcerias para adiantamento de aluguéis

Por fim, é preciso oferecer um diferencial para o proprietário que escolhe sua imobiliária para alugar o imóvel — como a antecipação de recebíveis. E seu negócio, por outro lado, pode se destacar realizando parceria com empresas de adiantamento de aluguéis.

Com ele, o proprietário vende à empresa os direitos de recebimento de aluguéis. Em contrapartida, recebe um adiantamento de até 12 meses de locação, com deságio. Logo, é uma maneira de o seu cliente ter dinheiro na mão de modo rápido e seguro.

Ao oferecer a antecipação, você promove a chance de se obter recursos de maneira ágil e com vantagens. O dinheiro é depositado de uma vez, sem burocracia e o cliente não fica preocupado com a inadimplência, pois transfere o risco de inadimplência à empresa.

Assim, você garante maior liberdade para que o seu cliente utilize os seus recursos, que recebidos de uma só vez. E sua imobiliária se destaca no mercado e se prepara para um futuro promissor ao oferecer essa condição especial aos proprietários de imóveis.

Agora você já sabe quais adequações é preciso fazer na sua empresa para preparar a sua imobiliária para o futuro. Na busca por se destacar no mercado, considere oferecer atrativos ao cliente — como o adiantamento de aluguéis!

Neste artigo, falamos da importância de oferecer um atendimento de qualidade. Veja aqui como motivar sua equipe de locação para fechar mais negócios!