Big data no mercado imobiliário: quais impactos do uso de dados nesse setor?

Com o avanço das soluções tecnológicas, novos recursos passaram a ajudar diferentes mercados. Uma das principais possibilidades é o big data, que fornece informações importantes com base em integração de dados e elementos analíticos.

No mercado imobiliário, por exemplo, essa ferramenta se destaca e pode entregar bons resultados. Com a pandemia de covid-19 em 2020, em especial, o uso de informações relevantes foi reforçado e a adoção de tecnologia se tornou essencial para superar os desafios.

Nesse contexto, vale a pena saber o que é o big data e como ele atua no setor de imóveis, certo? Por isso, continue a leitura e entenda mais!

 

O que é big data?

O conceito de big data envolve uma grande disponibilidade de dados — que são obtidos de diferentes fontes. Ele traz a ideia de ter um elevado volume de informações, que podem ser cruzadas para encontrar novas possibilidades.

Nesse sentido, existe a big data analysis. Ela consiste em uma análise dessas informações, com um processamento rápido, automático e eficiente. A intenção é poder descobrir tendências, oportunidades e ameaças por meio da modelagem dos dados.

 

Quais desafios do mercado imobiliário o big data ajuda a resolver?

O big data pode ser utilizado em diversos contextos e um deles é o setor imobiliário. Afinal, o segmento sofre com desafiados ligados à burocracia de múltiplas etapas, o que afeta imobiliárias, corretores e clientes.

Por meio da integração de dados e automação de tarefas, por exemplo, existe a chance de atuar de maneira mais consistente e informada. Isso pode tornar certos processos mais simples e garantir maior qualificação para profissionais e empresas.

Logo, soluções tecnológicas podem ajudar a modificar esse cenário. Outro desafio é a análise de risco. Feita sem apoio da tecnologia, ela é menos precisa e mais lenta. É o caso da concessão de crédito imobiliário, que é especialmente complexa sem inovações tecnológicas.

Além disso, não usar uma tecnologia como o big data pode impedir o surgimento de novas soluções no setor. Portanto, ele é uma ferramenta que pode ser útil para superar muitos desafios com a inovação.

 

Como o big data pode ser útil no mercado imobiliário?

Conforme você viu, o mercado imobiliário — em especial, no Brasil — tem inúmeros desafios. A boa notícia é que o big data pode auxiliar na solução de parte deles.

A seguir, veja quais resultados essa solução de transformação digital pode gerar no setor de imóveis!

 

Ajuda a ter o produto certo para o cliente

Encontrar a alternativa ideal para cada cliente é uma condição indispensável em praticamente todo mercado. No segmento de imóveis, isso é ainda mais importante, considerando o impacto da decisão de comprar ou alugar uma propriedade.

Por meio do big data, é possível avaliar dados referentes ao perfil e às preferências da pessoa para identificar as alternativas certas para os clientes. Isso pode ajudar o corretor a achar um imóvel para um comprador ou uma imobiliária a escolher os bens certos para o público de interesse.

 

Apoia a precificação de venda e locação dos imóveis

A definição do valor de um imóvel ou do valor do aluguel de um imóvel pode ser muito subjetiva e complexa. Afinal, são muitas as variáveis usadas, o que pode diminuir o grau de precisão da avaliação. Com o big data, é possível superar esse desafio.

O uso de dados de diversas fontes — como preços de venda e locação em diferentes áreas —, ajuda a fazer comparações e modelar preços com mais eficiência. Assim, pode ser mais fácil chegar ao preço justo de imóveis e favorecer as negociações.

 

Aumenta o foco nos resultados

Sem o uso estratégico de tecnologia, os profissionais do mercado de trabalho precisam realizar diversas atividades repetitivas e burocráticas. Como consequência, eles dividem o tempo e a atenção com questões que, nem sempre, têm grande valor agregado.

O big data pode mudar esse contexto. Como etapas operacionais e burocráticas são apoiadas pela tecnologia, os profissionais podem focar em questões mais específicas e relevantes. Isso permite um direcionamento maior para resultados, o que auxilia na consolidação de desempenho.

 

Estimula a eficiência operacional

Com base no que você viu até aqui, foi possível notar que as tarefas do mercado imobiliário ganham eficiência diante da união entre big data e inteligência analítica. Afinal, há maior precisão, menos erros e melhor fluxo de informações.

Então existe a chance de entregar resultados otimizados e com um uso eficiente dos recursos disponíveis. Assim, pode-se garantir uma atuação mais qualificada para corretores e imobiliárias, o que afeta positivamente a experiência do cliente.

 

Qual é a importância da integração das soluções tecnológicas?

Conhecendo mais sobre o big data, você pode ver que seu uso é muito conveniente e oferece diversas possibilidades no mercado imobiliário. Contudo, ele só é capaz de gerar conhecimento, efetivamente, quando é usado de forma integrada.

Por isso, é necessário pensar em soluções que funcionem de maneira conjunta. Integrar sistemas e ferramentas, ajuda a criar uma base de dados mais estruturada e relevante. Como consequência, a análise também pode ser favorecida.

Com essas informações, agora você sabe o que é o big data e como ele interfere no mercado imobiliário. Com um uso estruturado e integrado, é possível gerar impactos positivos para corretores, imobiliárias e clientes — aumentando a satisfação de todos os envolvidos nesse processo.

Quer saber mais sobre o tema e descobrir como se diferenciar no mercado imobiliário? Fale conosco da Bold Finance e conheça nossa soluçõe de antecipação de aluguéis em parceria com imobiliárias!

Experiência do cliente: por que sua imobiliária precisa pensar nisso?

Ao estudar o mercado, é possível perceber que os clientes estão cada vez mais exigentes. Ao fazerem uma aquisição, por exemplo, eles não focam apenas no produto ou serviço, mas em todo o processo de compra. Assim, é fundamental se preocupar com a experiência do cliente em sua imobiliária.

Afinal, em um mercado competitivo, esse é um diferencial importante. Em vista disso, saber conduzir bem o funil de vendas pode ser o fator decisivo na hora do consumidor escolher a sua imobiliária e não a do concorrente.

Quer entender mais sobre o assunto? Continue a leitura e entenda o que é a experiência do cliente, por que ela é tão importante e como melhorá-la em sua imobiliária.

Confira!              

 

O que é experiência do cliente? Como funciona?

Para começar, é importante entender o que significa a experiência do cliente e como funciona. Também chamada de customer experience, ela envolve todos os contatos que o consumidor vivencia com a empresa durante o funil de vendas.

Ou seja, constitui-se desde a descoberta da marca, passando pelas interações até a aquisição do produto ou serviço. Sendo assim, ela começa quando o cliente procura pelo objeto de aquisição e encontra a marca na internet.

Então, ao comentar, compartilhar ou salvar um post, seja em um conteúdo no Google ou nas redes sociais, por exemplo, ele engaja com a empresa. Seguindo o fluxo, o consumidor acessa a página comercial ou vai ao estabelecimento físico e faz o seu pedido assim que a demanda surgir.

Isso significa que toda a interação feita anteriormente fez com que o cliente lembrasse da marca quando precisou de um produto ou serviço. Dessa maneira, o relacionamento foi criado, e se nutrido pelo pós-venda, ocorre a fidelização. Se isso acontece, o consumidor se torna o promotor da marca.

 

Como a experiência do cliente conversa com o novo consumidor?

Você entendeu o que é e como funciona a experiência do cliente. Agora, é necessário saber como ela se relaciona com o novo consumidor. Esse conceito se refere aos clientes que estão mais atentos, conscientes, engajados e com maiores expectativas.

Portanto, estão mais exigentes. Na prática, eles querem boas opções de crédito, transparência na compra e bom atendimento.

Nesse sentido, a experiência do cliente está diretamente envolvida com o novo consumidor. Isso porque, ao fechar um contrato, o cliente também procura uma boa vivência do início até o pós-compra.

 

Qual a importância de investir na experiência do cliente em sua imobiliária?

Como você viu, a nova geração de consumidores valoriza a experiência ao fechar um negócio. Se essa vivência é positiva, o cliente se torna disseminador da marca. Caso contrário, a tendência é que ele procure a concorrência em uma próxima demanda.

No contexto da imobiliária, isso se torna ainda mais importante, visto que os meios digitais facilitaram a negociação direta entre comprador e vendedor, inquilino e proprietário. Portanto, o trabalho do corretor precisa trazer diferenciais. Isso é possível investindo na experiência do cliente.

Então é preciso mostrar ao consumidor que a imobiliária entrega muito mais do que a publicação de um anúncio. Se o cliente tiver uma boa experiência, mesmo com uma concorrência competitiva, ele terá a marca como referência ao recomendar ou precisar novamente do serviço.

Afinal, o interessado saberá que o valor agregado no negócio compensa. Aliás, a experiência do cliente influencia também no preço que o consumidor está disposto a pagar. Em outras palavras, ele tende a aceitar pagar mais por uma aquisição se a vivência da compra for positiva.

 

Como melhorar a experiência do cliente em sua imobiliária?

Agora que você descobriu como a experiência do cliente é importante para se manter competitivo no mercado, é interessante que saiba como melhorar essa questão em sua imobiliária.

A seguir, veja como isso é possível!

 

Mudança na cultura organizacional

O primeiro passo para melhorar a experiência do cliente em sua imobiliária é agregar esse conceito na cultura da empresa. Isso significa que ele deve estar presente no dia a dia da imobiliária.

Logo, todos os colaboradores devem estar envolvidos em proporcionar uma boa vivência para o consumidor. Uma forma de reforçar o tema com a equipe é promover treinamentos para melhora da experiência do cliente.

 

Atendimento personalizado

O atendimento personalizado também faz parte de uma boa experiência do cliente. Lembre-se de que o consumidor quer sentir que as suas necessidades foram ouvidas e espera que sejam atendidas. Trazendo essa questão para a imobiliária, é importante colher o máximo de informações do cliente.

Desse modo, é possível oferecer opções que condizem com o que ele espera. Além disso, evita ofertar imóveis que não atendem as necessidades e as possibilidades dele, aumentando as chances de fechar o negócio.

 

Investimento no digital

Uma das características do novo consumidor é a sua conexão com os meios digitais. Por exemplo, é comum que ele faça pesquisas na internet antes de ter a primeira interação com a empresa. Logo, a sua imobiliária deve estar no meio digital.

Para isso, além de uma página institucional, é interessante oferecer conteúdos em blogs e redes sociais. Em relação à comunicação, disponibilize meios de contato diversos, incluindo WhatsApp e e-mail.

Outro ponto de atenção no caso de imobiliárias são as fotos e os vídeos dos imóveis disponíveis. Eles devem ser de boa qualidade e apresentar detalhes. A ideia é garantir uma visão ampla e realista para que os consumidores possam decidir se vale a pena fazer a visita, otimizando o tempo.

 

Como investir na experiência do cliente?

Após entender sobre a experiência do cliente e como aplicá-la em sua imobiliária, é possível que você tenha interesse em implementá-la. Entretanto, como você viu, pode ser necessário captar recursos para fazer uso dessas soluções.

Uma das maneiras de garantir recursos para esse objetivo é oferecer os serviços financeiros, como a antecipação de aluguel. Essa solução permite que os valores dos aluguéis sejam adiantados ao proprietário do imóvel.

O dono recebe até 12 meses de aluguel à vista e cede os valores mensais à empresa que faz a antecipação, mediante deságio. Isso otimiza a experiência do consumidor, devido às vantagens obtidas.

Ao mesmo tempo, a imobiliária recebe as comissões à vista — o que disponibiliza recursos que podem ser investidos na experiência do cliente. Os benefícios, portanto, se tornam exponenciais — permitindo um foco cada vez mais elevado da imobiliária na experiência final do seu cliente.

Para oferecer essa solução aos proprietários, é necessário que a imobiliária faça parceria com uma empresa especializada, como a Bold Finance.

Como você viu, proporcionar a melhor experiência do cliente é imprescindível para qualquer negócio — especialmente no ramo imobiliário. Logo, é preciso adotar estratégias com esse foco para conseguir se destacar da concorrência e se manter relevante no mercado.

Ficou interessado em incluir a antecipação de aluguéis nos serviços de sua imobiliária? Acesse o site e saiba mais!

 

Como alavancar negócios imobiliários oferecendo soluções financeiras?

Quando se fala em alavancar os negócios imobiliários, é comum que os profissionais pensem em estratégias de gestão, de marketing, de captação de clientes e de imóveis, entre outras. Entretanto, também é possível fazer isso oferecendo soluções financeiras.

Muitas vezes, os responsáveis pela empresa se atêm às metodologias de crescimento mais generalizadas. Contudo, é importante ampliar seus conceitos e visualizar oportunidades relacionadas ao nicho do negócio imobiliário.

Quer saber como? Neste post, você entenderá quais são as maiores dificuldades para alavancar a imobiliária e quais estratégias podem ser utilizadas — incluindo as soluções financeiras.

Acompanhe!

 

Quais são as maiores dificuldades para alavancar negócios imobiliários?

Antes de entender como as soluções financeiras podem ajudar a alavancar os negócios imobiliários, é importante conhecer as maiores dificuldades do ramo. Frequentemente, gestores imobiliários e corretores não identificam esses pontos de atenção, dificultando a adoção de estratégias eficazes.

Entre os principais pontos que podem prejudicar a expansão do seu negócio imobiliário, vale destacar:

  • alto custo da operação;
  • falta de tempo;
  • equipe mal preparada;
  • resultados ruins nas vendas e nas locações;
  • poucos leads;
  • baixa produtividade.

Portanto, é interessante avaliar os processos da empresa para identificar quais são os problemas ou gargalos. A partir desse diagnóstico será possível encontrar formas de solucionar as questões e alavancar os resultados.

 

Como alavancar os negócios imobiliários?

Como você viu, existem muitos problemas que podem impedir um negócio imobiliário crescer. Entretanto, saiba que essas dificuldades podem ser superadas para alavancar o empreendimento.

Na sequência, confira as principais relacionadas ao setor de imóveis:

 

Identifique os pontos fracos

Primeiramente, você deve identificar os pontos fracos da empresa. Isso trará uma visão mais ampla sobre gargalos do processo de vendas e trará uma base para desenvolver soluções. Aqui, é interessante contar com a participação de todos os colaboradores.

Isso porque cada setor pode encontrar dificuldades diferentes que, mesmo sem ligação direta com as vendas, influenciam nos resultados obtidos.

 

Conheça o seu público-alvo

Um dos grandes erros das empresas é não conhecer seu público-alvo — no ramo imobiliário isso não é diferente. Sem ter informações detalhadas sobre o público e as suas características, fica mais difícil alcançá-lo nas estratégias de vendas.

Logo, será necessário empregar mais esforços nos processos de vendas, enquanto também há uma dificuldade maior para conseguir concluir as negociações. Isso gera desperdícios de recursos humanos e financeiros.

Por exemplo, se o seu grupo-alvo é da classe média, de nada adiantará ter campanhas voltadas aos imóveis de alto padrão, que não se alinham às possibilidades financeiras dos clientes. Portanto, faça pesquisas e defina o público ideal para a sua imobiliária para direcionar as estratégias corretamente.

 

Invista no digital

O meio digital também chegou às imobiliárias e revolucionou o setor. Com a tecnologia, cada vez mais as pessoas procuram os canais online para diversas atividades — inclusive a busca por imóveis. Portanto, a imobiliária deve estar preparada para acompanhar essa tendência.

Assim, é importante ter um site completo para que os clientes encontrem imóveis que possam atender às diferentes necessidades. Fotografias e filmagens de qualidade, inclusive com o tour virtual, permitem que eles conheçam melhor cada propriedade.

Com isso, os clientes podem selecionar as opções com maior potencial para, só então, visitá-las pessoalmente. Dessa forma, é possível poupar tempo do consumidor e do corretor.

Além disso, vale destacar o marketing digital, que passou de complementar para fundamental em qualquer empresa. Afinal, é comum que as pessoas utilizem a internet como meio de pesquisa antes de comprarem um bem ou serviço.

Por isso, é fundamental que a sua imobiliária esteja presente no meio digital, seja por meio de site, blogs, e-mails ou redes sociais. Aliás, é relevante saber que esses canais ajudam a criar um relacionamento com o cliente, que pode colaborar com a fidelização e otimizar resultados.

 

Melhore o pós-venda

O pós-venda é uma etapa importante, mas que nem todas as empresas se dedicam. Por isso, quem presta esse atendimento e com qualidade, se destaca em relação às concorrentes. Mesmo após a compra, os clientes podem ter dúvidas e precisar de suporte da empresa.

Nesse momento, você pode oferecer o apoio necessário e aproveitar para manter o relacionamento e, assim, fidelizar o comprador. Isso aumenta as chances de que o cliente indique a sua imobiliária para parentes e amigos ou volte a fazer negócios com você.

 

Ofereça soluções financeiras

Agora que você já conhece algumas estratégias para alavancar os negócios, chegou a vez de entender como oferecer soluções financeiras pode ajudar nesse objetivo.

Para isso, tenha em mente que é possível que um cliente não tenha todo o valor necessário para pagar por determinado bem ou dar a garantia para a locação, por exemplo. Nesses casos, ele pode recorrer a soluções como empréstimos e financiamentos.

Nesse caso, a imobiliária pode auxiliar esclarecendo dúvidas e trazendo parcerias para a concessão do crédito. No entanto, além dos serviços financeiros tradicionais oferecidos pelas instituições, existem outros que muitas pessoas desconhecem.

Você já ouviu falar na antecipação de aluguel? Ela funciona como um adiantamento para o proprietário dos valores a receber ao longo do contrato. Dessa maneira, o proprietário do imóvel garante o recebimento à vista da quantia referente ao período desejado.

Desse modo, ele terá o valor disponível para realizar diferentes planos, o que pode ser um atrativo para os proprietários e aumentar a cartela de imóveis da imobiliária.

Assim, oferecer a antecipação de aluguel é um diferencial competitivo no mercado. Ademais, a imobiliária também recebe a comissão à vista — o que aumenta a receita e viabiliza investimentos para alavancar os negócios.

 

Como oferecer o adiantamento de aluguel como solução financeira para alavancar os negócios?

Você descobriu algumas estratégias para alavancar os negócios imobiliários, como a antecipação de aluguel. Como esse serviço pode ser um grande aliado em seu empreendimento, vale a pena aprender mais sobre ele.

Como você viu, essa modalidade se trata do adiantamento dos valores dos aluguéis para o proprietário. Sendo assim, a antecipação consiste na cessão de créditos provenientes do contrato de locação.

Ou seja, a empresa que faz a antecipação terá o direito de receber os valores dos aluguéis do locatário. Enquanto isso, o locador recebe o total à vista com um pequeno deságio. Como não se trata de um empréstimo ou financiamento, o processo é menos burocrático.

Para oferecer esse serviço em sua imobiliária, você pode fazer uma parceria sem custo com a Bold Finance.

Neste conteúdo, você conheceu estratégias para alavancar os negócios imobiliários, como a antecipação do aluguel. Portanto, avalie os benefícios desse serviço e não deixe de trazer essa solução financeira para seus clientes!

Quer ser um parceiro Bold Finance? Preencha o formulário e aguarde a nossa equipe entrar em contato com você!

Bold Finance estará presente no Conecta Imobi 2021

Entre os dias 19 e 21 de outubro, os profissionais do mercado imobiliário brasileiro poderão participar do Conecta Imobi 2021. Esse é um dos principais encontros do setor e traz um olhar único para a transformação do mercado.

Com um espaço para networking, o evento se posiciona como uma das melhores oportunidades para fazer novos negócios. Nesse contexto, a Bold Finance estará presente como um dos parceiros do evento, destacando as vantagens da antecipação de aluguéis, que é uma solução oferecida em parceria com imobiliárias.

Quer entender mais sobre o evento? Neste artigo confira tudo sobre o evento.

Acompanhe a leitura!

 

O que é Conecta Imobi 2021?

O Conecta Imobi é o evento mais completo sobre o mercado imobiliário para corretores, imobiliárias, profissionais de incorporadoras e construtoras da América Latina. O encontro será totalmente online entre os dias 19 e 21 de outubro.

O evento é uma realização do ZAP+, que engloba o ZAP Imóveis, o Viva Real e a OLX Imóveis — o tornando o principal marketplace imobiliário do Brasil. Essa, inclusive, será a primeira edição Conecta Imobi desde que a OLX adquiriu o Grupo Zap, no final de 2020.

Neste ano, o evento traz como tema o conceito de #AlémDoMais. O intuito é apresentar as principais tendências do mercado e mostrar que o conhecimento e a educação podem transformar os profissionais e o mercado como um todo.

O Conecta Imobi 2021 terá cerca de 70 conteúdos, em três palcos simultâneos durante os 3 dias de imersão. Além disso, também há o acesso ao Conecta Academy, a plataforma de educação do evento e especializada no segmento de imóveis.

Outra característica interessante para os profissionais é o espaço para networking. O Conecta Imobi contará com salas VIP que permitirão que quem está acompanhando possa se conectar com palestrantes e patrocinadores para fomentar novos negócios.

 

Qual a importância de participar desse evento?

O Conecta Imobi 2021 é um evento destinado a todos os profissionais do setor imobiliário. Portanto, corretores de imóveis, diretores de incorporadores e demais empresas podem participar do encontro e aproveitar os conteúdos.

A expectativa é que ele reúna mais de 12 mil participantes. Dessa forma, o Conecta Imobi 2021 se posiciona como um evento quase obrigatório para que os profissionais do setor possam se atualizar em relação às novidades do mercado.

Além disso, há também as possibilidades de se conectar com inúmeras empresas, de diversas expertises, que estarão participando do evento. É o caso da Bold Finance — cuja especialidade está na antecipação de aluguéis em parceria com imobiliárias.

Com essa parceria, a empresa busca continuar fomentando a inovação e transformação do mercado. O objetivo é apresentar soluções cada vez mais modernas e alinhadas com os objetivos das imobiliárias e seus clientes.

 

Como participar do evento?

Agora que você sabe que o Conecta Imobi 2021 é um grande encontro do setor imobiliário do Brasil, vale a pena entender como participar. Existem três tipos de planos de ingresso:

  • conectado;
  • antenado;
  • livre.

No Plano Conectado, o participante terá acesso a tudo o que o evento oferece. Desde as palestras ao vivo até as versões gravadas — que ficarão disponíveis por 30 dias após o final. Além disso, também haverá acesso a Sala Vip com interação.

Os participantes do Plano Antenado terão acesso a todos os conteúdos que o evento apresenta — até as versões gravadas. Mas há uma limitação em relação ao plano acima: a falta do acesso à Sala Vip.

O plano livre, por sua vez, é a opção de ingressos totalmente gratuitos. Nesse caso, os participantes poderão acompanhar cinco palestras todos os dias e terão acesso à plataforma de educação por 30 dias.

Contudo, há ainda uma opção interessante para quem optar por essa modalidade. É o formato member-get-member. Com ele, se o participante convidar mais três pessoas para o evento, ele poderá acompanhar todas as palestras do palco principal.

Como vimos, o Conecta Imobi 2021 é o ambiente ideal para apresentar as novas tendências e apresentar os caminhos que os profissionais do setor podem seguir. Além disso, ele pode conectá-los com empresas que oferecem soluções que ajudam a alavancar os seus negócios.

 

Quem atua no setor imobiliário não pode deixar de acompanhar o Conecta Imobi 2021!

Quer participar conosco do evento? Aproveite para fazer sua inscrição e usufruir de todos os conteúdos!

Como fazer pesquisa de satisfação na sua imobiliária?

Você sabe que o seu negócio está no caminho certo quando seus clientes estão satisfeitos com seu trabalho. Mas como é possível obter essa informação? Uma das alternativas para isso é a realização de uma pesquisa de satisfação.

Essa ferramenta é cada vez mais usada para medir a qualidade da prestação do serviço ou de um produto. Assim, a partir dos resultados é possível fazer melhorias visando otimizar o desempenho. Contudo, podem surgir dúvidas sobre como aplicar a estratégia no mercado imobiliário.

Por isso, vale a pena conferir este conteúdo. Nele, você entenderá a importância de aplicar essa ferramenta na sua imobiliária e como fazer isso.

Continue a leitura e confira!

 

O que é a pesquisa de satisfação?

Antes de saber a importância da pesquisa de satisfação na sua imobiliária, é interessante compreender exatamente o que ela significa. Essa ferramenta tem como objetivo receber o feedback dos clientes sobre o produto ou serviço oferecido, por meio de um questionário.

No caso da imobiliária, é possível mensurar a impressão média sobre o atendimento em geral. Assim, ela engloba questões que vão desde a abordagem, passando pelas negociações até o fechamento e o pós-venda.

Se bem formulada e utilizada corretamente, a pesquisa de satisfação é uma boa ferramenta para medir e comparar resultados.

 

Para que serve?

Como você conferiu, a pesquisa de satisfação coleta dados importantes que podem ser usados para melhorar o desempenho da imobiliária. Nesse sentido, é necessário ter consciência de que os clientes não procuram a empresa apenas para negociar a compra ou o aluguel de um imóvel.

Eles também desejam aproveitar toda a experiência do seu serviço. Logo, quanto melhor o atendimento, maior a satisfação. Portanto, para que você possa fazer as melhorias e correções necessárias, é preciso ter o feedback do cliente. E a pesquisa de satisfação é o meio de conseguir esse retorno.

 

Qual é a importância da pesquisa de satisfação em uma imobiliária?

Após entender mais o que é e para que serve, é necessário compreender a importância dessa ferramenta. Por meio dela, se torna viável saber o nível de satisfação do consumidor por meio da pesquisa.

Além disso, utilizar essa ferramenta e aplicar as melhorias necessárias, promove o crescimento do negócio de maneira sustentável. Isso acontece tanto pelo aumento da qualidade do serviço quanto pelo impacto positivo da imagem da marca.

Vale destacar, ainda, que o principal sentimento que uma imobiliária deve transmitir ao seu cliente é o de confiança. Afinal, é comum que as transações imobiliárias envolvam valores altos e troca de dados confidenciais. Ademais, se relacionam com os sonhos e desejos dos clientes.

Portanto, se sentir seguro é essencial para que o cliente confie na empresa. Um atendimento de qualidade e que gere satisfação, então, ajudará a desenvolver essa relação nas negociações da sua imobiliária.

 

Como fazer pesquisa de satisfação em imobiliária?

Agora que você entendeu mais sobre a pesquisa de satisfação e como ela é importante para o crescimento da sua imobiliária, chegou o momento de saber como usar essa ferramenta.

A seguir, confira o passo a passo!

 

Crie o questionário

O ponto de partida é criar um questionário, que deve conter perguntas objetivas, curtas e que sejam de fácil compreensão. Considere que o cliente deverá dedicar um tempo para respondê-las. Se forem longas e complicadas, ele pode perder a paciência e desistir de participar da pesquisa.

Ademais, questões muito complexas podem gerar respostas de dupla interpretação, o que não será muito útil. Em contrapartida, um questionário muito simples, com respostas “sim” e “não”, pode ser excessivamente superficial, fazendo com que ele não ajude a desenvolver estratégias de melhorias.

Portanto, deixe espaço para que o consumidor também exponha as suas considerações. Outro ponto fundamental é prestar atenção para revisar o questionário e evitar que ele tenha erros gramaticais e construções confusas, pois isso pode gerar uma má impressão.

 

Considere as perguntas que não podem faltar

Independentemente de qual seja o segmento da empresa, existem algumas perguntas que devem ser feitas. Com o ramo imobiliário, isso não é diferente.

Essas questões são capazes de oferecer uma boa base de feedback dos clientes. Veja quais são, a seguir:

  • Como você está se sentindo em relação ao tratamento ofertado pelo nosso corretor/imobiliária?
  • Suas dúvidas foram sanadas como você esperava?
  • O que acha da carteira de imóveis que foi apresentada? Ela atendeu às suas expectativas?
  • Na sua opinião, o que pode ser feito para melhorar o nosso atendimento?

Também vale a pena fazer adaptações e incluir mais questões para enriquecer o questionário e aumentar o seu potencial de resultados.

 

Envie a pesquisa

Para que o objetivo da pesquisa seja concretizado com sucesso, é importante saber o momento ideal para enviar o questionário. Nesse caso, é desejável que o envio seja feito logo após o fechamento do negócio, seja compra ou locação.

Isso porque é interessante que a memória do cliente esteja fresca para lembrar detalhes que podem fazer a diferença. Essa prática também aumenta as chances de que o consumidor responda às questões.

 

Organize as informações

Após receber as respostas do questionário, é a vez de tabular as informações. Ou seja, organizá-las de forma que possibilite uma melhor análise de dados. Para isso, você pode usar o Excel, um software específico ou contratar uma empresa especializada.

Além disso, é necessário escolher uma periodicidade para analisar os dados. Por exemplo: quinzenal, mensal, trimestral ou, até mesmo, anualmente. Essa decisão deve ser baseada nas características do seu negócio para saber qual estratégia é mais alinhada. 

Uma imobiliária de grande porte, por exemplo, pode ter que analisar os dados com maior frequência do que uma com menor número de fechamentos de negócios.

 

Crie um plano de ação

Ao ter uma visão de como seus clientes se sentem em relação à imobiliária, é possível criar um plano de ação para melhorias. Afinal, essa é uma das intenções quando se faz uma pesquisa de satisfação.

Para a elaboração desse material, você pode considerar:

  • os erros que não podem ser tolerados;
  • as estratégias para evitar as falhas;
  • os treinamentos que deve fazer para melhorar;
  • o cronograma para a implementação das novas estratégias.

Ao longo deste post, você entendeu que a pesquisa de satisfação é uma das ferramentas usadas para criar um plano de melhorias para a sua imobiliária. A vantagem é que, com o suporte da tecnologia, ela pode ser facilmente aplicada, trazendo uma alternativa prática para receber o feedback dos seus clientes.

Quer mais dicas para auxiliar no crescimento da imobiliária e no aumento do faturamento? Saiba como fazer isso com a antecipação do aluguel!

 

 

O que o proprietário de imóvel espera encontrar na sua imobiliária?

Ser proprietário de imóvel e obter lucros a partir desse investimento é o desejo de muitas pessoas. Entretanto, podem surgir dificuldades no processo, fazendo com que o serviço de uma imobiliária seja essencial. Logo, é importante estar preparado para receber esses clientes.

Afinal, é preciso garantir a satisfação do proprietário para promover a fidelização e construir uma boa reputação da empresa. Consequentemente, isso pode auxiliar no crescimento do negócio e na busca por melhores resultados.

Nesse sentido, é preciso saber o que o proprietário de imóvel espera de uma imobiliária e adequar os seus serviços. Neste post, você entenderá as dores dos donos de imóveis e o que eles procuram.

Confira!

 

Quais são os maiores problemas que o proprietário enfrenta sem uma boa imobiliária?

Antes de descobrir o que o proprietário de imóvel espera da sua imobiliária, é interessante entender os maiores problemas que ele enfrenta. Eles podem surgir quando ele não contrata uma empresa adequada ou resolve negociar sozinho.

Confira os principais desafios:

 

Precificação correta

Encontrar um preço justo é o primeiro passo para não ter prejuízos, seja na venda ou na locação. Embora seja possível contratar um corretor para fazer somente essa etapa, o proprietário pode se sentir inseguro com a avaliação recebida.

Em outros casos, sem saber o que avaliar, pode definir preços excessivos — que afastam os interessados — ou muito baixos, gerando perdas.

 

Conhecimento em divulgação

A divulgação do imóvel pode parecer simples em um primeiro momento. Por isso, há proprietários que arriscam nessa tarefa. No entanto, isso pode levar a erros ao anunciar a propriedade envolvendo descrição, canais utilizados e outros detalhes.

 

Tempo para visitas

Dispor de tempo para a visitação pode ser um problema para o proprietário. Além disso, possíveis atrasos por parte dos interessados comprometem a rotina. Outra dificuldade trata do momento de guiar a visitação, o que pode dificultar o fechamento do negócio.

 

Entendimento das burocracias

Vender ou locar um imóvel envolve burocracias com coleta de dados, vistoria do imóvel e contrato. Como são etapas fundamentais para resguardar a segurança da negociação, quem não é do ramo imobiliário pode sentir insegurança ou, até mesmo, cometer erros nesse processo.

 

Confiança  na relação com o inquilino

Na locação, uma dificuldade que pode surgir trata da confiança ao confiar a posse do imóvel a um desconhecido. Questões como cuidados em relação à propriedade e a pontualidade do pagamento são preocupações comuns dos clientes.

 

Cobrança dos aluguéis atrasados

Um dos problemas que podem surgir na locação é a inadimplência. Nesse caso, surgem dificuldades sobre como fazer a cobrança dos aluguéis atrasados para aumentar as chances de receber de forma amigável. Ainda, é comum ter dúvidas sobre o momento certo para buscar as medidas judiciais.

 

Lidar com inquilino

As divergências de opinião podem trazer conflitos entre locador e locatário. Ademais, é necessário saber como administrar pequenas reformas e consertos na manutenção do imóvel. Lidar com essas demandas pode trazer dificuldades.

 

O que o proprietário deseja encontrar na sua uma imobiliária?

Como você viu, as maiores dores de um proprietário de imóvel, principalmente o que deseja alugar, são facilmente resolvidas por uma boa imobiliária. Porém, é preciso saber como atender as demandas da melhor maneira.

A seguir, veja o que o dono espera encontrar na sua empresa!

 

Atendimento de excelência

O bom atendimento é primordial em qualquer tipo de negócio, e no ramo imobiliário não é diferente. O proprietário de imóvel quer que suas dúvidas sejam sanadas e receber um suporte adequado para as suas necessidades.

Isso faz parte do relacionamento entre empresa e cliente. A prática também ajuda a construir a confiança tão necessária para esse tipo de contratação.

 

Orientação sobre aluguel ou venda

Há situações em que o dono do imóvel ainda não decidiu se prefere vender ou locar o bem. Afinal, nem sempre é fácil comparar as vantagens e desvantagens de cada um.

Portanto, oferecer esse tipo de orientação é um diferencial. Para isso, é importante ouvir o cliente, entender os seus objetivos e preocupações. Dessa maneira, é possível ajudá-lo a identificar a solução mais adequada.

 

Avaliação do imóvel

Como você viu, a avaliação do imóvel com um preço justo é uma das preocupações do proprietário. Assim, é interessante deixar explícito que a avaliação feita pela sua imobiliária segue critérios rigorosos do mercado.

 

Divulgação do imóvel

Somente uma boa imobiliária sabe fazer uma divulgação que valorize o imóvel e atraia comprador ou locador em potencial. E é isso o que o proprietário de imóvel espera da sua empresa. Para tanto, vale a pena buscar formas de otimizar o trabalho dos seus corretores utilizando ferramentas adequadas.

Por exemplo, existem softwares de integração de portais em que distribui a divulgação para os principais sites especializados em busca de imóveis. Assim, é possível ampliar o alcance e facilitar a gestão de anúncios.

 

Visitas com os clientes

Como você viu, o proprietário pode não ter tempo para conduzir as visitas dos clientes. Aliás, é comum que ele também não saiba filtrar os potenciais locadores e compradores. Portanto, o cliente espera que a imobiliária faça esse serviço para poupar tempo e ter mais chances de fechar negócio.

 

Burocracias resolvidas

Ao contratar uma imobiliária, o proprietário do imóvel também espera que todas as burocracias sejam resolvidas com facilidade. De certo modo, ele deseja apenas conferir os contratos e assiná-los, sem ter que correr atrás de toda a documentação e avaliações de crédito.

Por esse motivo, a imobiliária deve estar preparada para resolver toda a parte burocrática e oferecer suporte em todo o processo. Ao mesmo tempo, é preciso demonstrar segurança para que o dono do imóvel tenha confiança na transação.

 

Fazer cumprir o contrato

Existem casos em que o comprador ou inquilino deixa de cumprir o que foi estipulado no contrato, como o pagamento de uma parcela ou aluguel. Nesse cenário, o proprietário esperará que a imobiliária saiba lidar com a situação e resolva todas as questões para garantir o cumprimento do que foi acordado.

 

Administração do imóvel

O trabalho da locação não termina após o imóvel ser alugado. Pelo contrário, existem diversas situações para serem administradas, como consertos e pequenas reformas necessárias. Por exemplo, um vazamento pode se tornar um grande problema se mal administrado.

Nesse caso, se o problema gerar prejuízos ou impedir o pleno uso da propriedade, a busca por uma solução pode gerar desgastes na relação entre as partes.

Sendo assim, é provável que o proprietário do imóvel deseje não ter que lidar com esse tipo de assunto. Ou seja, ao contratar uma imobiliária, ele tende a preferir que os profissionais lidem com todas as questões e façam as negociações necessárias.

Agora você já conhece as principais dores dos proprietários de imóvel e o que eles esperam de uma imobiliária. Portanto, avalie as estratégias da sua empresa e faça as adaptações necessárias para oferecer um serviço de excelência.

A sua empresa está atualizada? Aproveite a visita e descubra se a sua imobiliária está preparada para o futuro!

Qual a importância da rede social no setor imobiliário? Entenda!

A Internet está cada vez mais presente nas relações de consumo. Sendo assim, empresas de diferentes segmentos precisam adotar estratégias para se relacionar com o público nos meios digitais. Não é diferente no setor imobiliário.

Ter presença online ajuda a mostrar seus diferenciais e atrair mais clientes. Nesse cenário, quem atua no setor de imóveis precisa aproveitar todo o potencial do ambiente online para se destacar —especialmente o alcance das redes sociais.

Você busca compreender melhor a importância de explorar os espaços digitais? Acompanhe nosso post, entenda como o setor das imobiliárias podem ter ganhos com o uso das redes sociais e conheça estratégias de marketing para o seu negócio!

 

Como o ambiente digital modificou o comportamento dos consumidores?

Cada vez mais as pessoas utilizam o smartphone ou o computador para pesquisar por produtos e serviços de setores variados. Com alguns cliques, os consumidores têm acesso a diferentes empresas e podem tomar a melhor decisão de compra.

Com isso, tornaram-se mais exigentes, escolhendo serviços de empresas que apresentem um site com boa navegação, design agradável e funcionalidades importantes. Assim, a página digital de um negócio se tornou seu cartão de visita.

No caso do setor imobiliário, o ambiente digital proporcionou uma série de facilidades. Por exemplo, permitindo que os interessados em alugar ou comprar um imóvel pudessem fazer uma pesquisa apurada sem sair de casa.

A tecnologia permitiu colocar imagens em alta resolução dos imóveis disponíveis. Possibilitou, ainda, o uso de filtros inteligentes — como bairro de preferência, tipo de imóvel, número de cômodos, entre outros detalhes.

Além de fatores que podem atrair mais clientes para a sua imobiliária, as soluções digitais otimizam diversas outras atividades desse setor. Um exemplo é a possibilidade de assinar contratos online, por meio da certificação digital.

Assim, são processos que trazem mais comodidade para o seu público e destaca a sua imobiliária nesse mercado — no qual a concorrência é alta.

 

Qual a importância de ter uma presença online no setor imobiliário?

Por conta desses fatores, é essencial que o gestor de imobiliária invista em sua presença digital. Ter um site completo é essencial para fortalecer sua marca e mostrar seus serviços. Com isso, o público pode conhecer não apenas os imóveis disponíveis.

Ele também entra em contato com outros possíveis diferenciais da sua empresa. Afinal, como você viu, os consumidores estão mais exigentes e — quando se trata de negociação envolvendo imóveis — eles precisam ter certeza de que a imobiliária é de qualidade.

É possível transmitir essa primeira impressão do seu negócio com o investimento em seu site e com uma presença ativa nas redes sociais. É o caso do Instagram, Facebook, LinkedIn, YouTube e outras — depende de onde se público se encontra.

 

Como as imobiliárias podem usar as redes sociais?

As pessoas, de diferentes perfis, estão nas redes sociais e passam muito tempo navegando nesse ambiente. Mais do que apenas uma plataforma de interação para conferir novidades, vídeos e fotos dos amigos, elas também se tornaram um canal importante para os negócios.

Sendo assim, é imprescindível que a sua imobiliária crie um perfil profissional nas principais redes. Você pode utilizá-las para:

  • mostrar seus serviços e diferenciais no mercado;
  • divulgar e fortalecer sua marca;
  • anunciar imóveis;
  • divulgar conteúdos;
  • interagir com os usuários.

 

Importância da interação nas redes

Usar as redes sociais é uma ação de marketing em que é preciso olhar os usuários como possíveis clientes. Então não basta criar um perfil somente: é preciso alimentar a página de acordo com uma estratégia específica.

Nesse sentido, a interação é essencial. Logo, sempre responda a qualquer tipo de comentário e questionamento (mesmo os negativos). Com isso, você passa a conhecer melhor o seu público e pode desenvolver materiais para as redes que sejam de interesse dessas pessoas.

Assim, fica mais fácil aumentar seu número de seguidores e potenciais clientes. Além disso, as redes oferecem diferentes ferramentas. É possível fazer uso de lives, por exemplo, para anunciar o lançamento de um empreendimento ou a realização de parcerias.

Vale a pena divulgar seus diferenciais nas redes para atrair atenção. Ter, por exemplo, uma empresa que garante a antecipação de aluguéis como parceiro é uma facilidade importante para ser mostrada e converter novos proprietários para sua imobiliária.

Muitas estratégias podem ser usadas para aumentar o alcance orgânico nas redes, sem pagar por divulgação. Por exemplo, conseguindo que usuários compartilhem um imóvel para venda ou locação do seu perfil na rede social — aumentando ainda mais o alcance.

Para isso, sua rede social deve ser dinâmica, com postagens constantes de textos, imagens e vídeos, e que tenha foco na interação com o público. E, claro, você também poderá prospectar mais clientes utilizando os anúncios pagos nas redes sociais.

 

Quais outras estratégias devem ser adotadas para aproveitar o potencial dos meios digitais?

Além do potencial das redes sociais, o setor imobiliário pode aproveitar outras estratégias para se destacar da concorrência nos meios digitais. Uma delas é a produção de conteúdo.

E por que essa tática é importante? Como você viu, as pessoas buscam os produtos e serviços pela Internet. Utilizam, dessa forma, motores de busca, como o Google. Então é importante saber como fazer sua empresa aparecer para um possível cliente.

No marketing de conteúdo a ideia é produzir materiais, nas redes e no seu site com temas que sejam de interesse da sua audiência. Com uma produção constante e que utilize as palavras-chaves mais buscadas pelo seu público, você consegue as primeiras posições no Google.

Mas atenção: é necessário produzir conteúdo de qualidade, utilizando as estratégias corretas para obter os primeiros lugares. Com isso, você leva seu potencial cliente para seu perfil e demonstra que tem autoridade em sua área.

O mais interessante é que os materiais produzidos para o seu blog podem alimentar suas páginas nas redes sociais e ainda seu e-mail marketing. Com isso, é viável tornar mais completa suas ações de marketing no meio digital.

Agora você já sabe como a Internet modificou o comportamento dos consumidores e de que forma o setor imobiliário pode tornar sua marca mais forte no ambiente online. As redes sociais têm um bom alcance e não podem ficar de fora das estratégias de marketing da sua imobiliária.

Quer ter um diferencial forte e ganhar destaque no setor imobiliário? Conheça a Bold Finance e descubra como a nossa parceria pode aumentar a captação de clientes o faturamento do seu negócio!

A Bold Finance está na pesquisa de startup do setor imobiliário pelo 2º ano consecutivo!

Períodos de crise financeira trazem dificuldades, mas também costumam impulsionar a inovação. Em 2020, não foi diferente e o setor imobiliário brasileiro se destacou. Essa e outras informações são apresentadas no relatório do Mapa de Construtechs e Proptechs 2021, elaborado pela Terracotta Ventures.

A iniciativa tem o objetivo de compartilhar com empreendedores e profissionais do setor o que está acontecendo no ambiente de inovação do mercado. Além disso, ele reúne as principais startups da área — como a Bold Finance, considerando o seu papel no mercado e trajetória, assim como inovação e tecnologia.

Quer saber mais sobre o tema? Continue a leitura e descubra por que o relatório é tão importante e a relevância da presença da Bold Finance entre as startups citadas!

 

O que é o Mapa das Construtechs e Proptechs 2021?

O Mapa de Construtechs e Proptechs é uma iniciativa que surgiu em 2017 por iniciativa da Terracotta Ventures. Hoje, o mapeamento é a maior cobertura do ecossistema de startups do segmento no Brasil.

Para tanto, a empresa de venture capital monitora negócios que tiveram início em todo o país. Nesse cenário, é importante que eles apresentem soluções que gerem valor ao longo de toda a jornada do mercado imobiliário.

Assim, o objetivo do mapa é dar visibilidade às startups que estão no início de sua jornada. A ideia é fomentar mais empreendedorismo e inovação no setor. Afinal, esses fatores são essenciais para trazer diferenciais de competitividade.

A partir disso, as empresas têm oportunidades para conquistar melhores posições no mercado. Ademais, para profissionais e empresas do setor, o mapeamento é uma oportunidade de encontrar negócios inovadores e que podem agregar valor aos seus empreendimentos.

Esse é o caso da Bold Finance, que está no Mapa das Construtechs e Proptechs 2021 e oferece soluções diferenciadas para imobiliárias.

 

Quem pode participar do mapa?

O Mapa de Construtechs e Proptechs foi desenvolvido visando trazer maior visibilidade para todas as startups brasileiras que atuam no segmento. Contudo, existe uma série de critérios que precisam ser seguidos para que a empresa faça parte da pesquisa.

Entre eles, estão:

  • ser uma startup brasileira;
  • ser um empreendimento de base tecnológica e que visa validar um modelo de negócio escalável e replicável;
  • gerar valor para alguma área dentro da cadeia de valor da construção civil e do mercado imobiliário;
  • ter menos de 150 colaboradores;
  • ter, no máximo, 15 anos de fundação.

 

Como está a evolução das startups do setor?

Desde que a pesquisa foi criada, em 2017, houve um crescimento de 235% do número de startups ativas atuando no segmento imobiliário. Em 2021, foram identificadas 839 empresas ativas atuando ao longo de todo o processo de projetos, construção, aquisição e propriedades em uso.

Após as incertezas trazidas pela pandemia, as empresas do setor imobiliário entenderam que novas oportunidades podem surgir mesmo na crise. Por exemplo, a tecnologia foi um fator determinante para oferecer o melhor atendimento ao cliente.

Nesse sentido, as startups encontraram a direção para apresentar suas soluções. Embora já existissem há algum tempo, esses serviços e produtos ainda sofriam com a falta de aceitação de muitas empresas tradicionais do setor.

 

Quais startups se destacaram no setor imobiliário?

No mercado imobiliário, construtech ou proptech é o nome dado a startups que utilizam tecnologias para oferecer serviços e produtos inovadores ao setor. Elas foram consideradas na composição do mapeamento elaborado pela Terracotta Ventures.

Entre os destaques, vale citar a Bold Finance, que oferece uma solução de antecipação de aluguéis em parceria com imobiliárias, vista como um importante diferencial competitivo.

 

Qual é a principal solução oferecida pela Bold Finance?

A antecipação de aluguel é o serviço oferecido pela Bold Finance que tem ganhado cada vez mais destaque e espaço no mercado. Isso acontece pelos benefícios que ele apresenta em comparação ao modelo tradicional de recebimento dos aluguéis.

No contrato, o pagamento feito pelo inquilino acontece mensalmente, durante a vigência da locação. No entanto, é possível receber esses valores de uma só vez, sem causar prejuízos ao locatário.

Esse processo ocorre pela chamada antecipação de aluguéis, que se baseia na venda do direito de recebê-los para uma empresa especializada. Em troca, o proprietário recebe o valor total do aluguel no período, com um desconto.

Assim, a empresa passa a receber os pagamentos feitos pelo inquilino, além de se responsabilizar pelo risco de inadimplência. Porém, para que a antecipação seja viabilizada, é necessário que a imobiliária ou administradora seja parceira da empresa que oferece o serviço.

Após análise do contrato de locação de imóvel, suas condições e valores envolvidos, a empresa retorna a proposta. Nesse caso, a antecipação pode ser de 1 a 12 meses dos aluguéis, dependendo do interesse do proprietário.

Se o processo for confirmado, o dinheiro é depositado integralmente na conta do proprietário. Como não se trata de um empréstimo, o locador não assume uma dívida e o imóvel não fica em garantia da operação.

 

Para que serve a antecipação de aluguéis?

Como você viu, a antecipação de aluguéis é uma forma de o locador ter acesso a todo o dinheiro que seria recebido a prazo. Assim, o principal objetivo é alterar o fluxo financeiro. Cabe ressaltar que todo o processo é 100% digital, rápido e sem burocracia.

O proprietário pode, então, usar o dinheiro para realizar diversos planos. Por fim, saiba que a antecipação tem a vantagem de ser isenta de Imposto de Renda para pessoas físicas, nos termos da legislação. Isso pode otimizar o retorno obtido com a locação do seu imóvel.

Se você atua no setor imobiliário, precisa conhecer as construtechs e proptechs que se destacam no mercado. Dessa maneira, é possível encontrar novas soluções no segmento para inovar oferecendo produtos e serviços mais modernos aos seus clientes.

Gostou do conteúdo? Então aproveite para entender como usar a antecipação de aluguel para fazer sua imobiliária crescer!

6 Vantagens de alugar o seu imóvel agora mesmo!

Alugar imóvel ainda é um assunto que gera certo receio ou resistência em alguns proprietários. Apesar disso, é importante ter uma visão mais clara e objetiva do tema, pois a locação pode resultar em diversas vantagens.

O mercado de aluguel de imóveis tem crescido e conquistado mais espaço. Mesmo com a pandemia de Covid-19, o volume de buscas por casas para alugar teve um aumento de 668% em agosto de 2020, em relação ao mesmo mês de 2019.

Isso mostra que as pessoas se interessam cada vez mais em alugar um imóvel. Pelo mesmo motivo, os investimentos no mercado imobiliário atraem mais investidores. Mas se você ainda tem dúvidas se vale a pena recorrer à alternativa, confira 6 vantagens de colocar seu imóvel para locação!

 

1.     Obter renda extra

Você já deve imaginar que uma das principais vantagens de alugar seu imóvel está diretamente relacionada ao lado financeiro. Quem visa ter uma renda extra todos os meses, por exemplo, pode se interessar em colocar sua casa ou seu apartamento para locação.

O valor recebido mensalmente pode ser utilizado de diversas formas. É possível fazer investimentos pessoais, ajudar sua família, planejar uma viagem ou pagar os estudos dos filhos, entre outros planos. Quem já é aposentado pode usar o valor para complementar o benefício e ter mais conforto.

 

2.     Reduzir custos

Outro ponto interessante do aluguel é que o inquilino fica responsável pelo pagamento de diversas taxas que você teria que arcar caso a propriedade estivesse desocupada. Isso significa que você poderá economizar, pois deixará de pagar alguns encargos do imóvel.

O condomínio é um exemplo de despesa que pode representar uma boa economia para o proprietário. O valor referente às despesas ordinárias é obrigação do inquilino, então ele deverá arcar com os pagamentos mensais.

Além disso, é possível que as partes combinem que o IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) será pago pelo morador. Assim, o proprietário pode ficar isento dessa taxa mensal ou anual. O mesmo vale para despesas como seguros e outras taxas municipais.

 

3.     Aumentar o patrimônio

Ainda considerando a parte financeira, utilizar o seu imóvel como investimento e colocá-lo para alugar é uma forma de aumentar o seu patrimônio. Afinal, os valores recebidos podem ser investidos de outras formas, enquanto a propriedade se expõe às valorizações do mercado até a venda.

Cabe ressaltar que um patrimônio maior e mais desenvolvido permite conquistar maior segurança financeira. No entanto, é importante que o processo de locação seja feito por meio de uma imobiliária.

Ela é capaz de emitir o recibo apropriado para colocar na declaração do Imposto de Renda, tanto de pessoa física quanto jurídica. Isso é essencial para comprovar seus ganhos e não ter problemas com o fisco.

Também há suporte em todas as etapas e maior segurança no contrato. Se a locação é feita diretamente com o inquilino, você terá mais trabalho e dificuldade para comprovar a renda do aluguel — além de correr mais riscos.

 

4.     Correr menos riscos em relação a outros investimentos

Quem aluga seu imóvel pode obter um retorno alto sem grandes riscos. A maioria dos investimentos financeiros disponíveis no mercado que oferecem oportunidade de rentabilidade considerável apresenta fortes oscilações e maiores perigos.

Contudo, ainda que o mercado imobiliário passe por oscilações, em longo prazo a tendência é que ele traga segurança para o patrimônio. Nesse caso, um dos maiores riscos de disponibilizar sua propriedade para locação é a inadimplência.

No entanto, a Lei do Inquilinato apresenta diversas formas de garantias locatícias — caução, fiador, seguro-fiança, entre outras. Assim, o proprietário pode escolher aquela que for mais adequada conforme as suas necessidades e o perfil do inquilino.

O objetivo é garantir a proteção do locatário, de forma que ele possa receber os valores dos aluguéis corretamente. A maior preocupação, então, é manter a propriedade sempre ocupada.

Para tanto, é possível contar com o auxílio de uma imobiliária, como você verá adiante. Ademais, os contratos costumam ser feitos por longos períodos. Isso reduz os riscos de vacância ou, ao menos, garante o recebimento de multas devido à rescisão antecipada pelo inquilino.

 

5.     Poder contar com ajuda profissional

Outra vantagem interessante de alugar seu imóvel é poder delegar a um profissional o trabalho que você teria com o processo de locação. Para isso, procure uma imobiliária da sua confiança.

A empresa trabalhará inicialmente na divulgação da propriedade para encontrar potenciais locatários. Ela também auxilia na precificação, de acordo com o momento do mercado. A imobiliária também fica responsável por intermediar as visitas e fazer as negociações.

Ao mesmo tempo, ela ajuda o potencial inquilino a negociar o contrato, comprovar renda e apresentar as garantias. Isso ajuda a assegurar que você terá a segurança necessária para receber o aluguel e os encargos mensalmente.

Após a assinatura do contrato, se você desejar, a imobiliária poderá ser a responsável por cuidar do seu imóvel — no papel de administradora. Ela aumenta a segurança em relação ao pagamento do aluguel e dos encargos, além de auxiliar nos reparos necessários. Em caso de inadimplência, a empresa aciona as garantias e adota procedimentos de cobrança.

Por fim, se necessário, ela auxilia nos procedimentos judiciais para receber o valor ou retomada de posse do imóvel com o despejo. Além disso, para garantir que o local não fique desocupado, ela entra em seguida com o processo de divulgação.

 

6.     Poder contar com a antecipação de aluguéis

A antecipação de aluguéis é outro benefício importante. Ela pode ser feita tanto por pessoas físicas quanto jurídicas que sejam locadores. Esse processo permite que o proprietário receba à vista os valores referentes a até 12 meses de locação, com desconto.

A operação ocorre de modo rápido e sem burocracia e você receberá o montante para usar da forma que quiser ou precisar. Porém, para usufruir dessa vantagem, o imóvel deve ser administrado por uma imobiliária parceira.

Como você viu, colocar um imóvel para alugar oferece muitas vantagens para o proprietário — e você conheceu 6 delas. A prática permite contar com uma renda extra mensal e fixa, trazendo maior segurança financeira.

Ainda, a antecipação de aluguéis permite acesso mais rápido ao montante a ser recebido para você investir como quiser ou precisar.

Gostou do assunto? Então complemente a leitura e confira 4 dicas para ganhar mais com o aluguel do seu imóvel!