Como fazer pesquisa de satisfação na sua imobiliária?

Você sabe que o seu negócio está no caminho certo quando seus clientes estão satisfeitos com seu trabalho. Mas como é possível obter essa informação? Uma das alternativas para isso é a realização de uma pesquisa de satisfação.

Essa ferramenta é cada vez mais usada para medir a qualidade da prestação do serviço ou de um produto. Assim, a partir dos resultados é possível fazer melhorias visando otimizar o desempenho. Contudo, podem surgir dúvidas sobre como aplicar a estratégia no mercado imobiliário.

Por isso, vale a pena conferir este conteúdo. Nele, você entenderá a importância de aplicar essa ferramenta na sua imobiliária e como fazer isso.

Continue a leitura e confira!

 

O que é a pesquisa de satisfação?

Antes de saber a importância da pesquisa de satisfação na sua imobiliária, é interessante compreender exatamente o que ela significa. Essa ferramenta tem como objetivo receber o feedback dos clientes sobre o produto ou serviço oferecido, por meio de um questionário.

No caso da imobiliária, é possível mensurar a impressão média sobre o atendimento em geral. Assim, ela engloba questões que vão desde a abordagem, passando pelas negociações até o fechamento e o pós-venda.

Se bem formulada e utilizada corretamente, a pesquisa de satisfação é uma boa ferramenta para medir e comparar resultados.

 

Para que serve?

Como você conferiu, a pesquisa de satisfação coleta dados importantes que podem ser usados para melhorar o desempenho da imobiliária. Nesse sentido, é necessário ter consciência de que os clientes não procuram a empresa apenas para negociar a compra ou o aluguel de um imóvel.

Eles também desejam aproveitar toda a experiência do seu serviço. Logo, quanto melhor o atendimento, maior a satisfação. Portanto, para que você possa fazer as melhorias e correções necessárias, é preciso ter o feedback do cliente. E a pesquisa de satisfação é o meio de conseguir esse retorno.

 

Qual é a importância da pesquisa de satisfação em uma imobiliária?

Após entender mais o que é e para que serve, é necessário compreender a importância dessa ferramenta. Por meio dela, se torna viável saber o nível de satisfação do consumidor por meio da pesquisa.

Além disso, utilizar essa ferramenta e aplicar as melhorias necessárias, promove o crescimento do negócio de maneira sustentável. Isso acontece tanto pelo aumento da qualidade do serviço quanto pelo impacto positivo da imagem da marca.

Vale destacar, ainda, que o principal sentimento que uma imobiliária deve transmitir ao seu cliente é o de confiança. Afinal, é comum que as transações imobiliárias envolvam valores altos e troca de dados confidenciais. Ademais, se relacionam com os sonhos e desejos dos clientes.

Portanto, se sentir seguro é essencial para que o cliente confie na empresa. Um atendimento de qualidade e que gere satisfação, então, ajudará a desenvolver essa relação nas negociações da sua imobiliária.

 

Como fazer pesquisa de satisfação em imobiliária?

Agora que você entendeu mais sobre a pesquisa de satisfação e como ela é importante para o crescimento da sua imobiliária, chegou o momento de saber como usar essa ferramenta.

A seguir, confira o passo a passo!

 

Crie o questionário

O ponto de partida é criar um questionário, que deve conter perguntas objetivas, curtas e que sejam de fácil compreensão. Considere que o cliente deverá dedicar um tempo para respondê-las. Se forem longas e complicadas, ele pode perder a paciência e desistir de participar da pesquisa.

Ademais, questões muito complexas podem gerar respostas de dupla interpretação, o que não será muito útil. Em contrapartida, um questionário muito simples, com respostas “sim” e “não”, pode ser excessivamente superficial, fazendo com que ele não ajude a desenvolver estratégias de melhorias.

Portanto, deixe espaço para que o consumidor também exponha as suas considerações. Outro ponto fundamental é prestar atenção para revisar o questionário e evitar que ele tenha erros gramaticais e construções confusas, pois isso pode gerar uma má impressão.

 

Considere as perguntas que não podem faltar

Independentemente de qual seja o segmento da empresa, existem algumas perguntas que devem ser feitas. Com o ramo imobiliário, isso não é diferente.

Essas questões são capazes de oferecer uma boa base de feedback dos clientes. Veja quais são, a seguir:

  • Como você está se sentindo em relação ao tratamento ofertado pelo nosso corretor/imobiliária?
  • Suas dúvidas foram sanadas como você esperava?
  • O que acha da carteira de imóveis que foi apresentada? Ela atendeu às suas expectativas?
  • Na sua opinião, o que pode ser feito para melhorar o nosso atendimento?

Também vale a pena fazer adaptações e incluir mais questões para enriquecer o questionário e aumentar o seu potencial de resultados.

 

Envie a pesquisa

Para que o objetivo da pesquisa seja concretizado com sucesso, é importante saber o momento ideal para enviar o questionário. Nesse caso, é desejável que o envio seja feito logo após o fechamento do negócio, seja compra ou locação.

Isso porque é interessante que a memória do cliente esteja fresca para lembrar detalhes que podem fazer a diferença. Essa prática também aumenta as chances de que o consumidor responda às questões.

 

Organize as informações

Após receber as respostas do questionário, é a vez de tabular as informações. Ou seja, organizá-las de forma que possibilite uma melhor análise de dados. Para isso, você pode usar o Excel, um software específico ou contratar uma empresa especializada.

Além disso, é necessário escolher uma periodicidade para analisar os dados. Por exemplo: quinzenal, mensal, trimestral ou, até mesmo, anualmente. Essa decisão deve ser baseada nas características do seu negócio para saber qual estratégia é mais alinhada. 

Uma imobiliária de grande porte, por exemplo, pode ter que analisar os dados com maior frequência do que uma com menor número de fechamentos de negócios.

 

Crie um plano de ação

Ao ter uma visão de como seus clientes se sentem em relação à imobiliária, é possível criar um plano de ação para melhorias. Afinal, essa é uma das intenções quando se faz uma pesquisa de satisfação.

Para a elaboração desse material, você pode considerar:

  • os erros que não podem ser tolerados;
  • as estratégias para evitar as falhas;
  • os treinamentos que deve fazer para melhorar;
  • o cronograma para a implementação das novas estratégias.

Ao longo deste post, você entendeu que a pesquisa de satisfação é uma das ferramentas usadas para criar um plano de melhorias para a sua imobiliária. A vantagem é que, com o suporte da tecnologia, ela pode ser facilmente aplicada, trazendo uma alternativa prática para receber o feedback dos seus clientes.

Quer mais dicas para auxiliar no crescimento da imobiliária e no aumento do faturamento? Saiba como fazer isso com a antecipação do aluguel!

 

 

O que o proprietário de imóvel espera encontrar na sua imobiliária?

Ser proprietário de imóvel e obter lucros a partir desse investimento é o desejo de muitas pessoas. Entretanto, podem surgir dificuldades no processo, fazendo com que o serviço de uma imobiliária seja essencial. Logo, é importante estar preparado para receber esses clientes.

Afinal, é preciso garantir a satisfação do proprietário para promover a fidelização e construir uma boa reputação da empresa. Consequentemente, isso pode auxiliar no crescimento do negócio e na busca por melhores resultados.

Nesse sentido, é preciso saber o que o proprietário de imóvel espera de uma imobiliária e adequar os seus serviços. Neste post, você entenderá as dores dos donos de imóveis e o que eles procuram.

Confira!

 

Quais são os maiores problemas que o proprietário enfrenta sem uma boa imobiliária?

Antes de descobrir o que o proprietário de imóvel espera da sua imobiliária, é interessante entender os maiores problemas que ele enfrenta. Eles podem surgir quando ele não contrata uma empresa adequada ou resolve negociar sozinho.

Confira os principais desafios:

 

Precificação correta

Encontrar um preço justo é o primeiro passo para não ter prejuízos, seja na venda ou na locação. Embora seja possível contratar um corretor para fazer somente essa etapa, o proprietário pode se sentir inseguro com a avaliação recebida.

Em outros casos, sem saber o que avaliar, pode definir preços excessivos — que afastam os interessados — ou muito baixos, gerando perdas.

 

Conhecimento em divulgação

A divulgação do imóvel pode parecer simples em um primeiro momento. Por isso, há proprietários que arriscam nessa tarefa. No entanto, isso pode levar a erros ao anunciar a propriedade envolvendo descrição, canais utilizados e outros detalhes.

 

Tempo para visitas

Dispor de tempo para a visitação pode ser um problema para o proprietário. Além disso, possíveis atrasos por parte dos interessados comprometem a rotina. Outra dificuldade trata do momento de guiar a visitação, o que pode dificultar o fechamento do negócio.

 

Entendimento das burocracias

Vender ou locar um imóvel envolve burocracias com coleta de dados, vistoria do imóvel e contrato. Como são etapas fundamentais para resguardar a segurança da negociação, quem não é do ramo imobiliário pode sentir insegurança ou, até mesmo, cometer erros nesse processo.

 

Confiança  na relação com o inquilino

Na locação, uma dificuldade que pode surgir trata da confiança ao confiar a posse do imóvel a um desconhecido. Questões como cuidados em relação à propriedade e a pontualidade do pagamento são preocupações comuns dos clientes.

 

Cobrança dos aluguéis atrasados

Um dos problemas que podem surgir na locação é a inadimplência. Nesse caso, surgem dificuldades sobre como fazer a cobrança dos aluguéis atrasados para aumentar as chances de receber de forma amigável. Ainda, é comum ter dúvidas sobre o momento certo para buscar as medidas judiciais.

 

Lidar com inquilino

As divergências de opinião podem trazer conflitos entre locador e locatário. Ademais, é necessário saber como administrar pequenas reformas e consertos na manutenção do imóvel. Lidar com essas demandas pode trazer dificuldades.

 

O que o proprietário deseja encontrar na sua uma imobiliária?

Como você viu, as maiores dores de um proprietário de imóvel, principalmente o que deseja alugar, são facilmente resolvidas por uma boa imobiliária. Porém, é preciso saber como atender as demandas da melhor maneira.

A seguir, veja o que o dono espera encontrar na sua empresa!

 

Atendimento de excelência

O bom atendimento é primordial em qualquer tipo de negócio, e no ramo imobiliário não é diferente. O proprietário de imóvel quer que suas dúvidas sejam sanadas e receber um suporte adequado para as suas necessidades.

Isso faz parte do relacionamento entre empresa e cliente. A prática também ajuda a construir a confiança tão necessária para esse tipo de contratação.

 

Orientação sobre aluguel ou venda

Há situações em que o dono do imóvel ainda não decidiu se prefere vender ou locar o bem. Afinal, nem sempre é fácil comparar as vantagens e desvantagens de cada um.

Portanto, oferecer esse tipo de orientação é um diferencial. Para isso, é importante ouvir o cliente, entender os seus objetivos e preocupações. Dessa maneira, é possível ajudá-lo a identificar a solução mais adequada.

 

Avaliação do imóvel

Como você viu, a avaliação do imóvel com um preço justo é uma das preocupações do proprietário. Assim, é interessante deixar explícito que a avaliação feita pela sua imobiliária segue critérios rigorosos do mercado.

 

Divulgação do imóvel

Somente uma boa imobiliária sabe fazer uma divulgação que valorize o imóvel e atraia comprador ou locador em potencial. E é isso o que o proprietário de imóvel espera da sua empresa. Para tanto, vale a pena buscar formas de otimizar o trabalho dos seus corretores utilizando ferramentas adequadas.

Por exemplo, existem softwares de integração de portais em que distribui a divulgação para os principais sites especializados em busca de imóveis. Assim, é possível ampliar o alcance e facilitar a gestão de anúncios.

 

Visitas com os clientes

Como você viu, o proprietário pode não ter tempo para conduzir as visitas dos clientes. Aliás, é comum que ele também não saiba filtrar os potenciais locadores e compradores. Portanto, o cliente espera que a imobiliária faça esse serviço para poupar tempo e ter mais chances de fechar negócio.

 

Burocracias resolvidas

Ao contratar uma imobiliária, o proprietário do imóvel também espera que todas as burocracias sejam resolvidas com facilidade. De certo modo, ele deseja apenas conferir os contratos e assiná-los, sem ter que correr atrás de toda a documentação e avaliações de crédito.

Por esse motivo, a imobiliária deve estar preparada para resolver toda a parte burocrática e oferecer suporte em todo o processo. Ao mesmo tempo, é preciso demonstrar segurança para que o dono do imóvel tenha confiança na transação.

 

Fazer cumprir o contrato

Existem casos em que o comprador ou inquilino deixa de cumprir o que foi estipulado no contrato, como o pagamento de uma parcela ou aluguel. Nesse cenário, o proprietário esperará que a imobiliária saiba lidar com a situação e resolva todas as questões para garantir o cumprimento do que foi acordado.

 

Administração do imóvel

O trabalho da locação não termina após o imóvel ser alugado. Pelo contrário, existem diversas situações para serem administradas, como consertos e pequenas reformas necessárias. Por exemplo, um vazamento pode se tornar um grande problema se mal administrado.

Nesse caso, se o problema gerar prejuízos ou impedir o pleno uso da propriedade, a busca por uma solução pode gerar desgastes na relação entre as partes.

Sendo assim, é provável que o proprietário do imóvel deseje não ter que lidar com esse tipo de assunto. Ou seja, ao contratar uma imobiliária, ele tende a preferir que os profissionais lidem com todas as questões e façam as negociações necessárias.

Agora você já conhece as principais dores dos proprietários de imóvel e o que eles esperam de uma imobiliária. Portanto, avalie as estratégias da sua empresa e faça as adaptações necessárias para oferecer um serviço de excelência.

A sua empresa está atualizada? Aproveite a visita e descubra se a sua imobiliária está preparada para o futuro!