Qual a importância da rede social no setor imobiliário? Entenda!

A Internet está cada vez mais presente nas relações de consumo. Sendo assim, empresas de diferentes segmentos precisam adotar estratégias para se relacionar com o público nos meios digitais. Não é diferente no setor imobiliário.

Ter presença online ajuda a mostrar seus diferenciais e atrair mais clientes. Nesse cenário, quem atua no setor de imóveis precisa aproveitar todo o potencial do ambiente online para se destacar —especialmente o alcance das redes sociais.

Você busca compreender melhor a importância de explorar os espaços digitais? Acompanhe nosso post, entenda como o setor das imobiliárias podem ter ganhos com o uso das redes sociais e conheça estratégias de marketing para o seu negócio!

 

Como o ambiente digital modificou o comportamento dos consumidores?

Cada vez mais as pessoas utilizam o smartphone ou o computador para pesquisar por produtos e serviços de setores variados. Com alguns cliques, os consumidores têm acesso a diferentes empresas e podem tomar a melhor decisão de compra.

Com isso, tornaram-se mais exigentes, escolhendo serviços de empresas que apresentem um site com boa navegação, design agradável e funcionalidades importantes. Assim, a página digital de um negócio se tornou seu cartão de visita.

No caso do setor imobiliário, o ambiente digital proporcionou uma série de facilidades. Por exemplo, permitindo que os interessados em alugar ou comprar um imóvel pudessem fazer uma pesquisa apurada sem sair de casa.

A tecnologia permitiu colocar imagens em alta resolução dos imóveis disponíveis. Possibilitou, ainda, o uso de filtros inteligentes — como bairro de preferência, tipo de imóvel, número de cômodos, entre outros detalhes.

Além de fatores que podem atrair mais clientes para a sua imobiliária, as soluções digitais otimizam diversas outras atividades desse setor. Um exemplo é a possibilidade de assinar contratos online, por meio da certificação digital.

Assim, são processos que trazem mais comodidade para o seu público e destaca a sua imobiliária nesse mercado — no qual a concorrência é alta.

 

Qual a importância de ter uma presença online no setor imobiliário?

Por conta desses fatores, é essencial que o gestor de imobiliária invista em sua presença digital. Ter um site completo é essencial para fortalecer sua marca e mostrar seus serviços. Com isso, o público pode conhecer não apenas os imóveis disponíveis.

Ele também entra em contato com outros possíveis diferenciais da sua empresa. Afinal, como você viu, os consumidores estão mais exigentes e — quando se trata de negociação envolvendo imóveis — eles precisam ter certeza de que a imobiliária é de qualidade.

É possível transmitir essa primeira impressão do seu negócio com o investimento em seu site e com uma presença ativa nas redes sociais. É o caso do Instagram, Facebook, LinkedIn, YouTube e outras — depende de onde se público se encontra.

 

Como as imobiliárias podem usar as redes sociais?

As pessoas, de diferentes perfis, estão nas redes sociais e passam muito tempo navegando nesse ambiente. Mais do que apenas uma plataforma de interação para conferir novidades, vídeos e fotos dos amigos, elas também se tornaram um canal importante para os negócios.

Sendo assim, é imprescindível que a sua imobiliária crie um perfil profissional nas principais redes. Você pode utilizá-las para:

  • mostrar seus serviços e diferenciais no mercado;
  • divulgar e fortalecer sua marca;
  • anunciar imóveis;
  • divulgar conteúdos;
  • interagir com os usuários.

 

Importância da interação nas redes

Usar as redes sociais é uma ação de marketing em que é preciso olhar os usuários como possíveis clientes. Então não basta criar um perfil somente: é preciso alimentar a página de acordo com uma estratégia específica.

Nesse sentido, a interação é essencial. Logo, sempre responda a qualquer tipo de comentário e questionamento (mesmo os negativos). Com isso, você passa a conhecer melhor o seu público e pode desenvolver materiais para as redes que sejam de interesse dessas pessoas.

Assim, fica mais fácil aumentar seu número de seguidores e potenciais clientes. Além disso, as redes oferecem diferentes ferramentas. É possível fazer uso de lives, por exemplo, para anunciar o lançamento de um empreendimento ou a realização de parcerias.

Vale a pena divulgar seus diferenciais nas redes para atrair atenção. Ter, por exemplo, uma empresa que garante a antecipação de aluguéis como parceiro é uma facilidade importante para ser mostrada e converter novos proprietários para sua imobiliária.

Muitas estratégias podem ser usadas para aumentar o alcance orgânico nas redes, sem pagar por divulgação. Por exemplo, conseguindo que usuários compartilhem um imóvel para venda ou locação do seu perfil na rede social — aumentando ainda mais o alcance.

Para isso, sua rede social deve ser dinâmica, com postagens constantes de textos, imagens e vídeos, e que tenha foco na interação com o público. E, claro, você também poderá prospectar mais clientes utilizando os anúncios pagos nas redes sociais.

 

Quais outras estratégias devem ser adotadas para aproveitar o potencial dos meios digitais?

Além do potencial das redes sociais, o setor imobiliário pode aproveitar outras estratégias para se destacar da concorrência nos meios digitais. Uma delas é a produção de conteúdo.

E por que essa tática é importante? Como você viu, as pessoas buscam os produtos e serviços pela Internet. Utilizam, dessa forma, motores de busca, como o Google. Então é importante saber como fazer sua empresa aparecer para um possível cliente.

No marketing de conteúdo a ideia é produzir materiais, nas redes e no seu site com temas que sejam de interesse da sua audiência. Com uma produção constante e que utilize as palavras-chaves mais buscadas pelo seu público, você consegue as primeiras posições no Google.

Mas atenção: é necessário produzir conteúdo de qualidade, utilizando as estratégias corretas para obter os primeiros lugares. Com isso, você leva seu potencial cliente para seu perfil e demonstra que tem autoridade em sua área.

O mais interessante é que os materiais produzidos para o seu blog podem alimentar suas páginas nas redes sociais e ainda seu e-mail marketing. Com isso, é viável tornar mais completa suas ações de marketing no meio digital.

Agora você já sabe como a Internet modificou o comportamento dos consumidores e de que forma o setor imobiliário pode tornar sua marca mais forte no ambiente online. As redes sociais têm um bom alcance e não podem ficar de fora das estratégias de marketing da sua imobiliária.

Quer ter um diferencial forte e ganhar destaque no setor imobiliário? Conheça a Bold Finance e descubra como a nossa parceria pode aumentar a captação de clientes o faturamento do seu negócio!

Imobiliária: como se destacar da concorrência? 5 Passos essenciais!

Com tantos profissionais no mercado oferecendo serviços semelhantes, uma imobiliária precisa conseguir se destacar da concorrência. Apesar de o destaque parecer vir somente da experiência e presença na área, é possível encontrar mais alternativas para ganhar o seu espaço.

Nesse sentido, é preciso se adequar e oferecer serviços diferenciados que a concorrência ainda não explora. Com isso, será possível estar um passo à frente dos demais e captar mais clientes para o seu negócio.

Quer saber como ganhar destaque com a sua imobiliária? Então confira 5 passos essenciais a seguir!

 

1. Tenha presença online

A presença online é um passo indispensável para a imobiliária que deseja se destacar na era tecnológica. Apesar de a maioria já ter sites e portfólio online de imóveis para venda e locação, a presença vai além da manutenção dessa página.

Nesse sentido, as redes sociais são ferramentas importantes para qualquer negócio. Fazer postagens frequentes com os serviços prestados, além de dicas sobre assuntos relacionados, é uma ótima forma de conseguir engajamento e atrair interessados.

Ademais, proporcionar canais para comentários, contato e esclarecimento de dúvidas também traz visibilidade ao negócio. Ou seja, não basta ter um site e perfis nas redes sociais. É fundamental estar presente neles e interagir com os seguidores.

Mesmo que cada interação não se converta em um contrato, a imobiliária começa a ganhar espaço e fica conhecida na região. Respondendo a perguntas e postando notícias e dicas sobre determinados assuntos, a empresa demonstra conhecimento.

Ter autoridade online faz com que os interessados fiquem com a sensação de segurança em relação à imobiliária. Logo, é esperado que eles se lembrem da sua empresa na hora de procurar um imóvel — ou de indicar a imobiliária para alguém conhecido.

 

2. Foque no relacionamento com os clientes

O próximo passo para se destacar da concorrência é o tratamento dos clientes. Manter um relacionamento de qualidade e que ultrapassa a barreira de conseguir fechar a venda e o aluguel é muito importante.

Não basta atrair o consumidor e oferecer imóveis, serviços ou outros contatos rotineiros. A ideia é ter um atendimento focado na confiança e na proximidade com a pessoa, para ela se sentir especial para sua imobiliária.

Construir um relacionamento e manter um bom pós venda ajuda muito no seu destaque no mercado. Fazer contatos não invasivos de forma periódica para garantir que tudo está correto também é interessante. Isso traz fidelização e aumenta a divulgação entre pessoas.

Para isso, é fundamental conhecer o público da sua imobiliária individualmente. Sempre mantenha as portas abertas e busque contar com uma rotina e agendamentos que não se esqueçam das demandas dos clientes.

Quando um possível consumidor faz questionamentos sobre imóveis e serviços e a imobiliária não pode responder imediatamente, é importante que a dúvida seja anotada. Assim, quando for possível, o contato será retomado e você não deixará o cliente sem resposta.

Ademais, é preciso conhecer as exigências e necessidades de cada um, para conseguir oferecer opções que realmente são pautadas nessas características. Desse modo, as pessoas se sentirão importantes para a imobiliária.

 

3. Tenha um bom portfólio de imóveis

Um destaque importante para a imobiliária é, sem dúvidas, o portfólio de imóveis — tanto para o aluguel quanto para a venda. Aqui, há dois caminhos possíveis para o negócio seguir: especializar-se em um nicho ou região do mercado ou contar com opções amplas.

As duas possuem vantagens e desvantagens, então é preciso compreender cada uma delas e estudar bem a necessidade da região. Ao se especializar em um nicho, como imóveis de alto padrão, há uma parcela de consumidores que será perdida.

No entanto, a imobiliária pode ganhar notoriedade em relação a essas negociações e oferecer um serviço diferenciado para o nicho. Por outro lado, quando o portfólio é amplo, diversas faixas de renda e de necessidade são cobertas com as alternativas.

Então, uma gama maior de consumidores será contemplada. Porém, clientes interessados em determinados segmentos e fatores podem querer buscar a ajuda de uma imobiliária mais nichada.

Percebe como cada escolha tem vantagens e desvantagens? De qualquer forma, é fundamental que o portfólio seja transparente e público, para que os interessados entendam o que podem adquirir ou alugar. Ademais, as informações devem ser completas e claras.

Essa transparência traz mais segurança e tranquilidade para os clientes, que sabem o que podem encontrar.

 

4. Ofereça soluções e facilidades

Outro passo para se destacar da concorrência é oferecer soluções diferenciadas. A compra e venda e o aluguel de imóveis é o carro chefe de todas as imobiliárias. Então conseguir garantir outras condições aos clientes é importante.

Isso pode ser feito em diversas áreas do negócio, desde o contato com os clientes até o pós-venda ou locação. Aqui, existem alguns exemplos que a imobiliária pode se beneficiar para trazer mais condições aos clientes.

Uma das alternativas é a visita virtual de imóveis, que pode ser oferecida em diversas plataformas. A imobiliária pode criar vídeos e modelos 3D dos empreendimentos para os clientes acessarem à distância.

Assim, quem mora em outra localidade e não pode se deslocar facilmente para fazer a visita presencial terá uma opção. Outra ideia são as modalidades de garantia oferecidas no contrato de aluguel.

Nesse sentido, o fiador e a caução em dinheiro são as mais comuns, mas há outras alternativas. Garantia por cartão de crédito ou seguro fiança são opções que ganham espaço e trazem facilidades aos clientes — diferenciando sua imobiliária.

 

5. Conte com o serviço de antecipação de aluguel

Um destaque que ganha espaço no mercado é o serviço de antecipação de aluguéis — você já ouviu falar? Ele representa um diferencial relevante para a imobiliária, que poderá oferecer esse serviço aos proprietários que desejam alugar seus imóveis.

A antecipação de aluguéis consiste em oferecer o pagamento antecipado do aluguel de um determinado período ao proprietário. Isso é feito em conjunto a uma empresa parceira que oferece essa solução, como a Bold Finance.

Assim, o proprietário recebe os valores à vista, mediante um pequeno deságio, e a imobiliária ficará encarregada de receber mensalmente o aluguel do locatário. Isso traz vantagens para os proprietários — e pode aumentar a procura por imobiliárias que disponibilizam o serviço por meio de parcerias.

Conseguiu entender como uma imobiliária pode se destacar da concorrência? Com esses 5 passos você trará visibilidade ao negócio e conquistará mais clientes. Lembre-se de oferecer bons serviços e contar com empresas parceiras para ganhar seu espaço no mercado!

Quer entender melhor como a antecipação de aluguel funciona e fazer uma simulação? Então seja um parceiro da Bold Finance!

Aumento da procura por aluguel no mercado: um panorama do setor!

O panorama do mercado imobiliário tem mudado bastante nos últimos anos. Acontecimentos como a pandemia de Covid-19 influenciaram o setor e trouxeram novas perspectivas. Isso aconteceu, principalmente, devido ao aumento na procura por aluguéis.

De forma geral, a quarentena estimulou as pessoas a reavaliar o lugar onde vivem. Com isso, quem possui imóveis para alugar também encontrou oportunidades para se beneficiar do momento.

Neste artigo, você verá um panorama do setor imobiliário sobre a procura por aluguel de imóveis no Brasil. Continue a leitura e saiba mais!

 

A pandemia de Covid-19 e o mercado imobiliário

A pandemia que ganhou força em 2020 gerou uma crise econômica em diversos setores. O principal motivo é que as medidas utilizadas para conter a disseminação do vírus trouxeram diversas limitações. Nesse contexto, o mercado imobiliário também foi afetado.

Por exemplo, novas construções ficaram paralisadas devido às dificuldades que surgiram. A rotina de visitar casas e apartamentos para compra ou aluguel também foi afetada pela necessidade de distanciamento social. Além disso, muitas famílias tiveram problemas em suas fontes de renda.

No entanto, apesar das dificuldades, o mercado imobiliário apresentou alto poder de resiliência — e ajudaram a manter a economia aquecida. Com o auxílio da inovação, novas possibilidade surgiram para o setor nesse período.

Para tentar contornar as barreiras geográficas, a possibilidade de visitas online, por exemplo, aumentou. Ademais, alguns fatores foram importantes impulsionadores da retomada econômica — e do avanço do mercado mesmo diante das dificuldades.

Entre eles, estão as taxas básicas de juros, as linhas de crédito favoráveis e os bons preços nos imóveis. Assim, mesmo com o momento de baixa nos primeiros meses da pandemia, o setor imobiliário seguiu se recuperando e registrando altas.

A busca por casas e apartamentos para alugar em portais da internet, por exemplo, teve crescimento de 20% no terceiro trimestre de 2020 em relação ao mesmo período de 2019.

 

Principais tendências para o mercado imobiliários pós-pandemia

Uma das novidades trazidas pela pandemia e que deve se manter pelos próximos anos é o home office. Para economizar recursos, muitas empresas devem institucionalizar o trabalho remoto ao menos alguns dias por semana.

Assim, as pessoas precisarão de espaços maiores e mais confortáveis para trabalhar. Cômodos amplos poderão ser utilizados como escritório e esses fatores devem se refletir na busca por imóveis maiores.

Ainda, com o isolamento social, as famílias puderam passar mais tempo juntas. A tendência, portanto, é que elas queiram imóveis com ambientes que promovam a convivência familiar mais confortável. Isso deve impactar as novas construções.

As opções de lazer também precisarão ser reinventadas. Afinal, as casas e os apartamentos passaram a ser locais não só de trabalho, como também de estudo, exercícios e diversão. Com isso, as pessoas tiveram que adaptar suas rotinas à nova realidade, dando mais valor aos espaços privativos.

Não apenas casas e apartamentos maiores devem ser uma das principais tendências do mercado imobiliário pós-pandemia. Imóveis afastados também podem ser mais buscados, em razão da melhor qualidade de vida de algumas cidades pequenas em relação aos grandes centros urbanos.

Isso está diretamente relacionado à flexibilização que o home office oferece para os profissionais. Sem a necessidade de estar presente na empresa, é possível buscar ambientes mais calmos e tranquilos para morar, sem se preocupar com a distância do trabalho.

O uso da tecnologia também tende a ser uma importante mudança no segmento imobiliário. Com ela, as visitas podem ser agendadas de forma online e ganham muito mais praticidade quando são feitas por meio de chamadas de vídeo, por exemplo. Até mesmo as assinaturas de contratos foram otimizadas.

Toda essa movimentação gerou intensas buscas por novos imóveis, que atendessem às necessidades das famílias. Por isso, a procura por aluguéis acelerou.

 

Aumento nas buscas por aluguel

Como você viu, alguns fatores vêm refletindo na busca por novas opções de moradia e as buscas pelo termo na internet são crescentes. Além do avanço na procura em sites específicos, as buscas por casas para alugar no Google apresentaram um aumento de 668%, segundo a empresa.

Esse dado sinaliza que as pessoas têm se interessado em encontrar novos lugares para morar de aluguel. Por outro lado, a busca pelos aluguéis por temporada segue com demanda retraída. No entanto, a categoria vem reagindo às medidas de flexibilização.

O aquecimento do setor imobiliário, portanto, pode ser percebido em todo o país. Com o avanço na vacinação e a possível melhora da economia após a pandemia, a expectativa é que o mercado — especialmente a busca por imóveis para alugar — se mantenha cada vez mais aquecido.

 

Antecipação de aluguéis como alternativa

Diante do panorama favorável do setor imobiliário, quem tem imóveis para alugar pode aproveitar o momento para encontrar um locatário. Além disso, é possível receber de 1 a 12 meses de aluguel antecipado por meio da antecipação de aluguéis.

O processo é uma cessão de créditos do contrato de locação. Ou seja, funciona como uma compra e venda do direito de receber os aluguéis futuros. A operação permite que o proprietário antecipe os valores que seriam recebidos a prazo e possa recebê-los à vista.

Você pode usar o montante referente à antecipação de aluguéis para o que precisar. Por exemplo, é possível quitar o condomínio, reformar ou mobiliar o imóvel, fazer investimentos, entre outros planos. O dinheiro fica disponível para o proprietário, que tem a liberdade de usá-lo conforme sua conveniência.

Vale destacar que a antecipação é isenta de Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF), o imóvel não entra em garantia e, se o inquilino não pagar, você não será cobrado. Para trazer ainda mais benefícios, todo o processo é 100% digital, rápido e sem burocracia.

Entender o panorama do mercado imobiliário brasileiro permite aproveitar oportunidades conforme as tendências. Nesse cenário, quem tem imóveis disponíveis para locação pode se beneficiar da situação atual. Afinal, muitas pessoas têm buscado imóveis para alugar, tanto em suas cidades quanto em outros locais que desejam morar.

Gostou do conteúdo e ficou interessado em alugar sua casa ou seu apartamento? Complemente a leitura e descubra como agilizar o processo de locação de imóveis!