Alugar com imobiliária ou locação direta: qual a melhor opção para você?

Alugar um imóvel de sua propriedade significa assumir um compromisso de longo prazo e que tem impacto direto na sua renda. Por isso, o ideal é que o processo transcorra de maneira tranquila. Entre os caminhos a seguir, é possível alugar com imobiliária ou de modo direto.

Cada alternativa apresenta pontos positivos e negativos, sendo que alguns aspectos prevalecem para quem busca segurança, praticidade e melhores resultados com o investimento. Por isso, é importante se preparar para tomar a decisão certa.

Na sequência, você saberá como é alugar de modo direto e com imobiliária e verá como escolher a opção ideal. Confira!

 

Como funciona o aluguel direto com proprietário?

A chamada locação direta com proprietário acontece quando locador e locatário firmam um acordo sem outros intermediários no processo. Ou seja, só você, como dono da propriedade, e o inquilino estão envolvidos no aluguel.

Essa forma de negociar sem o apoio de uma equipe imobiliária não é ilegal. A Lei do Inquilinato prevê que é permitido alugar imóvel sem, necessariamente, contar com uma empresa. O contrato permanece sendo o dispositivo mais relevante para que haja amparo jurídico.

A modalidade de locação direta pode apresentar algumas vantagens — como a redução dos custos, que teoricamente pode melhorar o seu recebimento como locador. Além disso, pode ajudar na negociação direta com o locatário e tornar a locação mais rápida.

Também é uma solução para ter mais flexibilidade e autonomia na condução da locação. Afinal, você pode escolher para quem alugar de forma direta, por exemplo.

Porém, há desvantagens — e a insegurança é um dos pontos principais. Se não houver a elaboração de um contrato de locação de imóvel por especialistas, tudo pode terminar com dores de cabeça e uma ação na justiça.

Ademais, sem apoio profissional, você será o único responsável por resolver qualquer problema que surja, o que pode demandar um alto nível de dedicação.

Também terá que ficar atento a diversas questões operacionais e de gerenciamento. Se tiver mais de uma propriedade, o problema se multiplica. Será necessário, por exemplo, registrar diversas datas, pagamentos, condições de acordos e outros processos.

 

Como funciona a locação com imobiliária?

A segunda alternativa é a locação com apoio da imobiliária. Nesse caso, a empresa atua no intermédio do aluguel de imóveis, servindo como uma ponte entre o proprietário e o inquilino que busca uma propriedade.

Essa é uma escolha que oferece diversos aspectos positivos. O primeiro ponto é a segurança. A empresa fica responsável por elaborar o contrato, de modo que ele esteja de acordo com a lei e que garanta a proteção necessária para ambas as partes.

A questão jurídica do acordo é muito importante para reduzir os custos e a burocracia geral. Dessa maneira, pode-se obter a melhor experiência, sem ter que se preocupar demais com as questões do tipo.

Além disso, a equipe imobiliária realiza uma avaliação completa dos candidatos a inquilinos. Assim, é possível reduzir a incidência de problemas durante a locação.

Outro ponto positivo diz respeito à praticidade para o proprietário. Os negócios imobiliários contam com equipes qualificadas e que cuidam de todas as questões operacionais. Então, pontos como a cobrança de aluguel e o acompanhamento dos prazos fica sob a responsabilidade do time escolhido.

Essa é uma forma de ter uma espécie de consultoria imobiliária contínua. O apoio dos profissionais especializados no assunto permite que o relacionamento com o inquilino seja mais tranquilo, ocorrendo de acordo com as expectativas.

Como desvantagem, alguns proprietários podem visualizar a cobrança dos serviços, o que poderia reduzir a rentabilidade do investimento no setor imobiliário. Porém, o custo corresponde a uma pequena porcentagem do valor do aluguel e representa um ótimo custo-benefício.

 

Qual é a melhor alternativa?

Ponderando aspectos positivos e negativos existentes nas duas possibilidades, o aluguel de imóveis feito com a imobiliária se destaca como a alternativa mais interessante.

Afinal, além de todas as vantagens apresentadas, é importante considerar que existe um alto nível de suporte por parte do time da imobiliária. Assim, no caso de qualquer dúvida, dificuldade ou problema é possível recorrer à equipe de corretores.

Isso simplifica bastante a relação entre locador e locatário, evitando o agravamento de qualquer dificuldade que possa surgir. Também é uma forma de se sentir amparado e com a certeza de que poderá contar com os especialistas quando precisar.

Além disso, a imobiliária é uma alternativa para ter mais segurança e praticidade. Você não terá que dedicar tanto tempo e energia para a locação. Se tiver diversas propriedades, economizará ainda mais esforços ao transferir as responsabilidades de gerenciamento.

Não menos importante, alugar com a imobiliária costuma acelerar o encontro de um inquilino. Graças à divulgação amplificada no mercado imobiliário, é mais fácil achar a pessoa certa para o seu imóvel. Na prática, isso reduz ou até evita a vacância.

 

Mais uma vantagem da imobiliária: a antecipação de aluguel

Ao investir no setor imobiliário, é comum que a liquidez seja um ponto de atenção. Afinal, aplica-se um valor consideravelmente maior e o recebimento do aluguel acontece aos poucos e ao longo do tempo. Em muitos casos, receber mensalmente pode limitar suas finanças.

Ao alugar com uma imobiliária, é possível solucionar a questão por meio da antecipação de aluguel. Essa alternativa permite que você receba o valor de 1 a 12 aluguéis de uma só vez, com desconto.

Para que o processo seja viável, o contrato de locação e suas garantias precisarão passar por uma análise. Além disso, a solução é oferecida por meio de imobiliárias parceiras, não sendo possível ter acesso a ele com a locação direta.

Portanto, escolher alugar com a imobiliária ainda traz como grande diferencial a chance de antecipar os aluguéis para usar o dinheiro da maneira desejada.

Considerando os pontos positivos e negativos, alugar com imobiliária é a melhor opção. Além de obter mais segurança, praticidade e apoio especializado, você poderá aproveitar a antecipação de aluguel. Então, vale a pena buscar uma empresa de confiança!

Quer ajudar outros proprietários a terem um processo de locação mais tranquilo? Compartilhe este artigo em suas redes sociais e marque seus contatos!

Como fugir da inadimplência no contrato de aluguel de imóvel?

Alugar um imóvel próprio pode ser uma forma de obter retorno financeiro com o bem, complementando ou mesmo compondo sua renda principal. Mas firmar um contrato de aluguel de imóvel também exige atenção quanto aos riscos existentes.

Entre as questões está a inadimplência. Quando o pagamento do aluguel não ocorre da maneira acordada entre as partes, o locador pode sair prejudicado. Portanto, essa é uma das principais fontes de preocupação dos proprietários.

Contudo, já existe uma solução efetiva para fugir da inadimplência nesse tipo de contrato. Descubra como evitar os impactos de atrasos ou falta de pagamento do aluguel de imóvel!

 

Quais são os impactos da inadimplência do aluguel?

A Lei do Inquilinato foi criada com o objetivo de proteger tanto o locador quanto o locatário que firmam um contrato de aluguel. Entre as situações previstas pela lei está a dificuldade em pagar o aluguel por conta do inquilino, resultando em atrasos e inadimplências.

Porém, apesar de o locatário ter seus direitos resguardados, essa situação pode gerar intensas consequências para o proprietário que aluga seu imóvel. Conheça quais são as principais!

 

Impactos no planejamento financeiro

Quando o inquilino fica inadimplente, o planejamento financeiro do locador pode ser intensamente impactado. Afinal, é uma situação que interrompe um fluxo financeiro que já pode estar comprometido com outras obrigações.

Se o proprietário tiver se planejado para usar o valor do aluguel para fechar o orçamento do mês, por exemplo, toda a organização será comprometida. Com isso, será mais difícil manter as contas em dia.

 

Dívidas no condomínio

É muito comum que a cobrança de aluguel inclua taxas — como o que é devido ao condomínio. Se o inquilino não pagar o aluguel e os demais valores acordados no contrato, o locador poderá ter dificuldade para quitar a taxa condominial.

Como essa taxa continua a incidir, independentemente das condições do acordo imobiliário, o proprietário pode ter que assumir esse pagamento para evitar problemas. Se o problema da inadimplência se estender, será necessário cobrir um valor acumulado muito maior.

 

Falta de renda

Em outros casos, a inadimplência leva à falta de renda. Se o locador tiver o aluguel como a principal ou única fonte de recursos, o atraso fará com que ele não tenha dinheiro suficiente para manter seus compromissos financeiros.

Isso pode levar a um cenário de endividamento. O proprietário pode se ver obrigado a solicitar um empréstimo para cobrir suas despesas, por exemplo. Como consequência, pagará elevadas taxas de juros, as quais não seriam necessárias se o recebimento ocorresse conforme o planejado.

 

Encerramento do contrato de aluguel

O atraso ou a falta de pagamento do aluguel é uma situação que pode gerar desconfortos, como desentendimentos ou problemas no relacionamento contratual.

Dependendo da situação, as dificuldades que o inquilino enfrenta para pagar o aluguel podem até levar ao encerramento precoce do contrato. Com isso, o locador terá que lidar com a vacância do imóvel até encontrar um novo interessado e poderá ter custos adicionais com advogados e processos judiciais para receber o que foi contratado.

 

Como evitar a inadimplência no contrato de aluguel de imóvel?

Por causa de seus impactos, a inadimplência no contrato de aluguel de imóvel é uma das principais preocupações de locadores. Para lidar com essa situação, é possível solicitar garantias (como o fiador ou o pagamento de caução) ou fazer uma análise de quem se interessar em ser inquilino.

Porém, ainda assim não há como eliminar totalmente os riscos ligados ao atraso de aluguel. Para chegar a esse resultado, o melhor é buscar a antecipação de aluguel.

Com essa solução, o proprietário pode deixar de se preocupar se o inquilino será capaz de pagar o aluguel. Paralelamente, é possível obter os recursos previstos e de acordo com as necessidades específicas.

 

Como funciona a antecipação de aluguel?

Já que a antecipação de aluguel pode ajudar a evitar a inadimplência no contrato de aluguel, é fundamental entender como ela funciona. Tudo começa com o interesse por parte do locador, que deve buscar uma imobiliária que ofereça essa alternativa a partir de parcerias.

Então, o contrato de aluguel de imóvel passará por uma análise completa a respeito de suas condições. Caso ele seja aprovado, será possível definir qual será o montante a antecipar. O valor varia de 1 a 12 meses de aluguel, com o depósito sendo feito de uma só vez.

O custo dessa solução é um desconto cobrado pela empresa especializada neste tipo de operação. A contratação costuma ser ainda mais vantajosa financeiramente, pois o valor recebido pode ser isento de Imposto de Renda, nos termos da lei..

Posteriormente, o pagamento mensal feito pelo inquilino seguirá diretamente para a empresa que antecipou o recebível. Ademais, se ocorrer a inadimplência, o proprietário não é cobrado por isso. É exatamente essa característica que ajuda a eliminar o risco no contrato de aluguel de imóvel.

 

Quais são as vantagens dessa solução?

A antecipação de aluguéis é uma alternativa que pode trazer benefícios tanto para o locador quanto para a imobiliária. Para o proprietário de um imóvel alugado, um dos principais aspectos positivos está relacionado à redução dos riscos do pagamento, como você acabou de ver.

Como o valor antecipado é pago pela empresa responsável de uma vez só, eliminam-se os problemas decorrentes de um inquilino que encontra dificuldades para cumprir suas obrigações. Se, após a antecipação, ocorrerem atrasos, o locador não é penalizado.

Também é uma forma de ter dinheiro na mão de modo fácil, o que aumenta a liquidez do investimento na propriedade. Além disso, é uma alternativa que pode oferecer isenção no Imposto de Renda, permitindo aproveitar benefícios fiscais.

Para as imobiliárias, a antecipação pode ser oferecida como um produto extra, gerando motivos para que o negócio seja escolhido pelos proprietários. Portanto, pode funcionar como um diferencial competitivo e aumentar a atração de clientes.

Agora você já sabe que é possível evitar a inadimplência no contrato de aluguel de imóvel. Para que isso seja viável, vale a pena considerar a antecipação de aluguéis como uma solução que apresenta diversas vantagens para locadores e para imobiliárias.

Para aproveitar o que essa solução tem a oferecer e fugir dos riscos do não pagamento do aluguel, entre em contato conosco da Bold Finance!