Imóvel alugado: como aumentar a rentabilidade? Dicas e soluções!

Alugar um imóvel residencial ou comercial traz vantagens tanto para o proprietário quanto para o inquilino e para a imobiliária. Mas, para otimizar os resultados, vale a pena pensar em meios de aumentar a rentabilidade do imóvel alugado.

Isso significa ter mais ganhos em relação ao que foi investido. Desse modo, a locação se torna ainda mais atraente e pode ajudar a imobiliária a conquistar um desempenho melhor perante os concorrentes, por exemplo.

Na sequência, você irá conferir dicas e soluções para ampliar a rentabilidade de imóvel alugado. Descubra!

 

Como funciona a rentabilidade do imóvel alugado?

Antes de pensar em como aumentar o retorno, é importante entender como é a rentabilidade mensal de um imóvel alugado. Ela pode ser calculada pela relação entre o valor cobrado de aluguel e o preço de compra do imóvel.

Veja:

Rentabilidade mensal (%) = (Preço do aluguel / Preço de compra do imóvel) x 100

É interessante fazer comparações sobre o retorno. Verificar esse resultado em relação à Selic, que é a taxa básica de juros, por exemplo, permite entender como o investimento imobiliário se posiciona sobre uma taxa considerada livre de risco.

O ideal é que o retorno financeiro da locação seja maior que o valor da taxa de juros da economia. Na prática, isso indica que o investimento tende a valer a pena perante alternativas mais conservadoras do mercado.

Aumentar a rentabilidade do imóvel alugado, portanto, pode tornar o investimento ainda mais atraente — tanto para o proprietário quanto para a imobiliária.

Ao mesmo tempo, vale pensar que, para a imobiliária, a rentabilidade depende dos ganhos obtidos em relação ao que foi gasto para obter determinado aluguel. Logo, mais que apenas aumentar o preço de locação, é interessante pensar na redução dos custos gerais, elevando o lucro.

 

Por que é necessário entender a jornada do cliente?

No processo de incremento do retorno financeiro, é fundamental ter atenção ao cliente e colocá-lo no centro das iniciativas. Isso significa, por exemplo, compreender qual é a jornada tanto do inquilino quanto do proprietário.

A ideia é, primeiramente, simplificar a escolha. Com etapas que façam sentido, mas que sejam mais fáceis, é possível convencer o cliente com mais facilidade.

Também é importante pensar na experiência dele. É indispensável que ela seja positiva, pois isso favorece a fidelização e a continuidade do relacionamento. Ademais, é uma questão que ajuda a diminuir os custos gerais e estimula o ganho líquido com a locação.

Nessa jornada do cliente, é preciso compreender como alguém decide alugar o imóvel, quais são os pontos de contato e quais são as expectativas envolvidas. Um site mais rápido, por exemplo, auxilia a imobiliária a manter a atenção e o interesse dos visitantes.

Já a fragmentação do processo em passos mais simples potencializa a fluidez da locação. Por outro lado, um sistema de recomendação e a limitação de opções são aspectos que aceleram a tomada de decisão dos consumidores.

Então vale pensar em todas as etapas que devem ser contempladas e como elas podem ajudar o proprietário ou inquilino a tomar uma decisão.

 

Qual é a importância do uso de tecnologia para imóvel alugado?

Para aumentar a rentabilidade do imóvel alugado também é essencial utilizar a tecnologia. Por meio dos recursos adequados a cada jornada do cliente, você pode alcançar diversos benefícios, como a eliminação de limitações de:

  • localidade;
  • horário para atendimento;
  • estoque;
  • número de pessoas atendidas simultaneamente e mais.

Afinal, com o mesmo recurso de tecnologia há como atender múltiplos proprietários e futuros inquilinos de uma só vez, de onde estiverem e a qualquer momento. Desse modo, a estratégia permite o escalonamento exponencial.

Além disso, o custo de transação fica mais baixo com o ganho de escala. Assim, é possível melhorar a lucratividade e, consequentemente, o retorno obtido com o imóvel alugado.

 

Quais recursos usar para aumentar a rentabilidade da locação?

Agora que você entendeu a importância de elevar a rentabilidade do imóvel alugado e da tecnologia nesse processo, vale conhecer soluções que ajudem nesse sentido. Desse modo, há a oportunidade de implementar o que for mais adequado para o seu negócio e para o público de interesse.

Confira!

 

Chatbot

Um chatbot é um tipo de robô de resposta automática que pode auxiliar clientes a qualquer momento do dia. Com um recurso desse tipo, quem deseja comprar ou alugar imóvel na imobiliária pode ter ajuda sempre que quiser.

Ele também é uma forma de tirar dúvidas de proprietários que desejam contar com a imobiliária, de agendar visitas para interessados e de elevar o engajamento geral.

 

Recomendações

Oferecer recomendações aos clientes é útil para criar uma experiência personalizada. Ademais, pode aumentar a taxa de conversão e simplificar a tomada de decisão. Para isso, possível usar recursos tecnológicos diversos, como o próprio site.

 

CRM

Sigla para Customer Relationship Manager, o CRM é uma ferramenta importante para armazenar os dados de clientes e interessados. Logo, há como captar as informações de leads, de proprietários e de inquilinos mais facilmente.

A partir disso, você pode traçar estratégias personalizadas, melhorar o atendimento e garantir uma boa experiência. Como consequência, a tendência é de aumento na fidelização — trazendo mais rentabilidade no imóvel alugado.

 

Ecossistema completo de funcionalidades

A ideia de assinar um contrato de aluguel de imóvel sempre esteve muito atrelada à disponibilização da propriedade e mais nada. Porém, agora é possível pensar em soluções completas e integradas, contando com tudo o que envolve a moradia.

Para a imobiliária, é o caso de oferecer acesso a serviços de manutenção, reforma e seguros, por exemplo. O simples intermédio pode fazer a diferença na hora de criar uma experiência melhor para os inquilinos.

As soluções financeiras também são interessantes — em especial, para os proprietários. Disponibilizar o acesso a um serviço de antecipação de aluguéis pode atrair mais locadores, devido às facilidades oferecidas — como liquidez e redução do Imposto de Renda.

Nesse caso, você pode contar com as soluções da Bold Finance. Assim, os donos podem antecipar parte do contrato de locação, garantindo recursos com mais facilidade e sem se preocupar com a inadimplência. Com isso, a imobiliária se destaca.

Conforme você aprendeu, é possível aumentar a rentabilidade do imóvel alugado com implementações acessíveis. Ao colocar nossas dicas em prática, portanto, cada aluguel pode se tornar mais atraente para todos os envolvidos.

Quer descobrir como podemos ajudar ainda mais a sua imobiliária? Fale conosco da BoldFinance e conheça nossas soluções!

Como fugir da inadimplência no contrato de aluguel de imóvel?

Alugar um imóvel próprio pode ser uma forma de obter retorno financeiro com o bem, complementando ou mesmo compondo sua renda principal. Mas firmar um contrato de aluguel de imóvel também exige atenção quanto aos riscos existentes.

Entre as questões está a inadimplência. Quando o pagamento do aluguel não ocorre da maneira acordada entre as partes, o locador pode sair prejudicado. Portanto, essa é uma das principais fontes de preocupação dos proprietários.

Contudo, já existe uma solução efetiva para fugir da inadimplência nesse tipo de contrato. Descubra como evitar os impactos de atrasos ou falta de pagamento do aluguel de imóvel!

 

Quais são os impactos da inadimplência do aluguel?

A Lei do Inquilinato foi criada com o objetivo de proteger tanto o locador quanto o locatário que firmam um contrato de aluguel. Entre as situações previstas pela lei está a dificuldade em pagar o aluguel por conta do inquilino, resultando em atrasos e inadimplências.

Porém, apesar de o locatário ter seus direitos resguardados, essa situação pode gerar intensas consequências para o proprietário que aluga seu imóvel. Conheça quais são as principais!

 

Impactos no planejamento financeiro

Quando o inquilino fica inadimplente, o planejamento financeiro do locador pode ser intensamente impactado. Afinal, é uma situação que interrompe um fluxo financeiro que já pode estar comprometido com outras obrigações.

Se o proprietário tiver se planejado para usar o valor do aluguel para fechar o orçamento do mês, por exemplo, toda a organização será comprometida. Com isso, será mais difícil manter as contas em dia.

 

Dívidas no condomínio

É muito comum que a cobrança de aluguel inclua taxas — como o que é devido ao condomínio. Se o inquilino não pagar o aluguel e os demais valores acordados no contrato, o locador poderá ter dificuldade para quitar a taxa condominial.

Como essa taxa continua a incidir, independentemente das condições do acordo imobiliário, o proprietário pode ter que assumir esse pagamento para evitar problemas. Se o problema da inadimplência se estender, será necessário cobrir um valor acumulado muito maior.

 

Falta de renda

Em outros casos, a inadimplência leva à falta de renda. Se o locador tiver o aluguel como a principal ou única fonte de recursos, o atraso fará com que ele não tenha dinheiro suficiente para manter seus compromissos financeiros.

Isso pode levar a um cenário de endividamento. O proprietário pode se ver obrigado a solicitar um empréstimo para cobrir suas despesas, por exemplo. Como consequência, pagará elevadas taxas de juros, as quais não seriam necessárias se o recebimento ocorresse conforme o planejado.

 

Encerramento do contrato de aluguel

O atraso ou a falta de pagamento do aluguel é uma situação que pode gerar desconfortos, como desentendimentos ou problemas no relacionamento contratual.

Dependendo da situação, as dificuldades que o inquilino enfrenta para pagar o aluguel podem até levar ao encerramento precoce do contrato. Com isso, o locador terá que lidar com a vacância do imóvel até encontrar um novo interessado e poderá ter custos adicionais com advogados e processos judiciais para receber o que foi contratado.

 

Como evitar a inadimplência no contrato de aluguel de imóvel?

Por causa de seus impactos, a inadimplência no contrato de aluguel de imóvel é uma das principais preocupações de locadores. Para lidar com essa situação, é possível solicitar garantias (como o fiador ou o pagamento de caução) ou fazer uma análise de quem se interessar em ser inquilino.

Porém, ainda assim não há como eliminar totalmente os riscos ligados ao atraso de aluguel. Para chegar a esse resultado, o melhor é buscar a antecipação de aluguel.

Com essa solução, o proprietário pode deixar de se preocupar se o inquilino será capaz de pagar o aluguel. Paralelamente, é possível obter os recursos previstos e de acordo com as necessidades específicas.

 

Como funciona a antecipação de aluguel?

Já que a antecipação de aluguel pode ajudar a evitar a inadimplência no contrato de aluguel, é fundamental entender como ela funciona. Tudo começa com o interesse por parte do locador, que deve buscar uma imobiliária que ofereça essa alternativa a partir de parcerias.

Então, o contrato de aluguel de imóvel passará por uma análise completa a respeito de suas condições. Caso ele seja aprovado, será possível definir qual será o montante a antecipar. O valor varia de 1 a 12 meses de aluguel, com o depósito sendo feito de uma só vez.

O custo dessa solução é um desconto cobrado pela empresa especializada neste tipo de operação. A contratação costuma ser ainda mais vantajosa financeiramente, pois o valor recebido pode ser isento de Imposto de Renda, nos termos da lei..

Posteriormente, o pagamento mensal feito pelo inquilino seguirá diretamente para a empresa que antecipou o recebível. Ademais, se ocorrer a inadimplência, o proprietário não é cobrado por isso. É exatamente essa característica que ajuda a eliminar o risco no contrato de aluguel de imóvel.

 

Quais são as vantagens dessa solução?

A antecipação de aluguéis é uma alternativa que pode trazer benefícios tanto para o locador quanto para a imobiliária. Para o proprietário de um imóvel alugado, um dos principais aspectos positivos está relacionado à redução dos riscos do pagamento, como você acabou de ver.

Como o valor antecipado é pago pela empresa responsável de uma vez só, eliminam-se os problemas decorrentes de um inquilino que encontra dificuldades para cumprir suas obrigações. Se, após a antecipação, ocorrerem atrasos, o locador não é penalizado.

Também é uma forma de ter dinheiro na mão de modo fácil, o que aumenta a liquidez do investimento na propriedade. Além disso, é uma alternativa que pode oferecer isenção no Imposto de Renda, permitindo aproveitar benefícios fiscais.

Para as imobiliárias, a antecipação pode ser oferecida como um produto extra, gerando motivos para que o negócio seja escolhido pelos proprietários. Portanto, pode funcionar como um diferencial competitivo e aumentar a atração de clientes.

Agora você já sabe que é possível evitar a inadimplência no contrato de aluguel de imóvel. Para que isso seja viável, vale a pena considerar a antecipação de aluguéis como uma solução que apresenta diversas vantagens para locadores e para imobiliárias.

Para aproveitar o que essa solução tem a oferecer e fugir dos riscos do não pagamento do aluguel, entre em contato conosco da Bold Finance!